Ex-presidente do Boca Jrs. usa o Corinthians para defender Riquelme contra Carlitos Tevez

Ex-presidente do Boca Jrs. usa o Corinthians para defender Riquelme contra Carlitos Tevez

Por Meu Timão

118 mil visualizações 165 comentários Comunicar erro

Riquelme, que perdeu a final da Libertadores 2012 para o Timão, quase veio três anos antes

Riquelme, que perdeu a final da Libertadores 2012 para o Timão, quase veio três anos antes

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians foi usado pelo ex-presidente do Boca Juniors (ARG) Jorge Amor Ameal para defender Riquelme diante das crítica pesadas de Carlitos Tevez. Tudo começou quando o atacante do Shangai Shenhua (CHN) não poupou o ex-jogador e antigo companheiro de clube durante uma entrevista exclusiva concedida a um canal de televisão argentino, direto da China.

Segundo o ex-camisa 10 do Timão, campeão brasileiro de 2005, a crítica de que ele não deveria ter trocado o Boca pela China por dinheiro jamais deveria ter sido feita por Riquelme. “Ele também saiu do Boca quando teve de ir, foi ao Barcelona e ao Villarreal e depois quando ficou sem contrato voltou. (…) Falar de fora é fácil”, afirmou.

O desabafo mexeu com Jorge Amor Ameal, um dos melhores amigos de Riquelme. O ex-presidente, que ficou no cargo entre 2008 e 2011, usou sua conta no Twitter para defender o meia. Ele lembrou da tentativa frustrada do Timão para contratá-lo. "Riquelme é ídolo dentro e fora do gramado, quando o Corinthians foi buscá-lo, ele ficou. Não é legal que os jogadores façam política", escreveu.

No fim de 2009, o grupo Sonda, o mesmo que levou Kleber, Nilmar e D'Alessandro para o Inter, tentou reforçar o Corinthians com Riquelme. Segundo o site Globoesporte.com à epoca, representantes do DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, marcaram um encontro com o presidente do Boca Juniors, Jorge Amor Ameal, para fazer proposta pelo meia, que seria o grande astro do ano do Centenário.

Em recente entrevista, Ameal não apenas confirmou a oferta do Timão para tirar Riquelme do Boca Juniors naquela ocasião, como revelou que o jogador negou um salário cinco vezes maior que receberia no Parque São Jorge. O ex-presidente, na mesma entrevista, agradeceu o fato de o ex-camisa 10 ter rechaçado a oferta corintiana, mesmo diante da possibilidade de ganhar mais dinheiro.

Veja mais em: Mercado da bola, Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians jogou bem, mas não conseguiu sair vitorioso neste domingo

    Corinthians sofre gol impedido, reage no segundo tempo e fica no empate com o Internacional

    ver detalhes
  • Corinthians de Jair Ventura está em oitavo lugar no Brasileirão

    Corinthians 'volta uma casa' na classificação do Brasileirão, mas diminui distância para o G6

    ver detalhes
  • Danilo Avelar foi eleito o pior corinthiano em campo pela Fiel

    Novidade de Jair Ventura é enaltecida pela Fiel; lateral rouba cena e é eleito pior em campo

    ver detalhes
  • Mateus Vital fez bom jogo diante do Internacional neste domingo

    Análise: Corinthians reage após gol impedido e consegue empate contra o Internacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes