Corinthians e Coritiba emitem notas oficiais e criticam violência antes do jogo no Couto Pereira

Corinthians e Coritiba emitem notas oficiais e criticam violência antes do jogo no Couto Pereira

Horas depois dos atos de selvageria nos arredores do Couto Pereira, que terminaram em feridos e um torcedor local detido pela polícia militar do Paraná, as diretorias de Corinthians e Coritiba emitiram notas oficiais em repúdio aos episódios. "...Infelizmente, a violência e a covardia se tornaram, mais uma vez, os principais assuntos em um domingo de futebol...", diz o Timão. O clube paranaense, por sua vez, "...declara sua postura de absoluta colaboração para as investigações e demais esclarecimentos a fim de punir os envolvidos por tal conduta reprovável...".

Veja abaixo as duas notas oficiais:

Corinthians:

O Sport Club Corinthians Paulista repudia com veemência os fatos ocorridos na manhã deste domingo (18), antes do jogo entre Coritiba e Corinthians, nas redondezas do estádio Couto Pereira.

Infelizmente, a violência e a covardia se tornaram, mais uma vez, os principais assuntos em um domingo de futebol. O Corinthians espera que os órgãos competentes apurem e punam os responsáveis pelos atos de agressão.

Por fim e mais importante, o Corinthians deseja pronto reestabelecimento aos torcedores que sofreram com a violência no entorno do estádio.

Coritiba:

O Coritiba Foot Ball Club lamenta e repudia o ocorrido na manhã deste domingo (18), fora do estádio Couto Pereira, antes do jogo entre Coxa e Corinthians, na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Os fatos dão conta que uma briga entre membros de torcidas organizadas resultou em vários torcedores feridos.

Em nome da decência, o clube manifesta sua reprovação aos fatos ocorridos. Além disso, o Coritiba declara sua postura de absoluta colaboração para as investigações e demais esclarecimentos a fim de punir os envolvidos por tal conduta reprovável.

O Coritiba está em contato constante com a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) buscando contribuir. Inclusive, com a colaboração do clube, um dos suspeitos de participar deste ato foi preso dentro do Couto Pereira, durante a partida.

Veja mais em: Violência no futebol e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes