Jô sobe 13 posições e vira o 17º maior artilheiro do Corinthians no milênio; mais perto de R9

Jô sobe 13 posições e vira o 17º maior artilheiro do Corinthians no milênio; mais perto de R9

Jô anotou o primeiro gol contra o Bahia na Arena, seu 30º no Corinthians

Jô anotou o primeiro gol contra o Bahia na Arena, seu 30º no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Jô retornou ao Corinthians com 18 gols anotados na sua primeira passagem (2003/05), quando surgiu para o futebol brasileiro, ainda extremamente jovem (16 anos). Nesta temporada, já somado o gol contra o Bahia nesta quinta-feira, o centroavante fez mais 12, alcançando assim a marca de 30 gols com a camisa do Timão.

Essa quantidade de bola na rede fez com que melhorasse nada menos do que 13 posições no ranking dos maiores artilheiros deste milênio. Antes dono do 30º, Jô passou a ser o 17º maior artilheiro do Corinthians desde janeiro de 2000. O centroavante alvinegro fica à frente, por exemplo, de outros jogadores importantes na hitória, como Jorge Henrique (30 gols, como Jô), Jadson (29), Sheik (26) e Romarinho (25).

Agora, porém, esses 30 gols anotados colocam pressão nos jogadores que ainda estão à frente, como Nilmar (31), Danilo (33), Ronaldo (35), Rogério (36), Deivid (37), Elias (41), entre outros. O maior artilheiro deste milênio é o ex-atacante Gil, que fez história no clube durante cinco anos (2000 a 2005) ao marcar 57 gols em 114 jogos.

O camisa 7 sempre agradece seus companheiros após os jogos, já que recebeu bons passes nesta temporada. Jô não esconde a felicidade com a invencibilidade de 22 jogos da equipe de Fábio Carille nem da liderança do Nacional.

"São números bons, bem expressivos, nossa equipe criou isso, buscamos isso. Não é uma equipe espetacular, com grandes jogadores, caríssimos, de nome, mas é uma equipe regular, que compete, tem uma organização. Hoje, se não tiver isso, você não consegue vencer. Por isso que nós temos esse sucesso aí nos últimos meses”, afirmou.

“Cada jogo no Brasileiro é uma final. Passo a passo, não adianta pensar que se ganhar três jogos vai ter uma folga. Aí você perde um e já acaba com a confiança. É um dos campeonatos mais difíceis que eu já disputei. Você não consegue colocar dois, três favoritos, tem sempre uns nove disputando. E, não importa o que você faça, vai ter sempre alguém na sua caça. Campeonato é bom, começou agora e já esta bem disputado, vai ser assim até o final”, completou o centroavante.

Artilheiros do Corinthians no milênio:

1. Gil: 57 gols / 114 jogos - média 0,50
2. Dentinho: 55 gols / 187 jogos - média 0,29
3. Guerrero: 54 gols / 130 jogos - média 0,41
4. Luizão: 52 gols / 73 jogos - média 0,71
5. Liedson: 50 gols / 111 jogos - média 0,45
6. Tevez: 46 gols / 78 jogos - média 0,58
7. Ricardinho: 45 gols / 176 - média 0,25
8. Chicão: 42 gols / 247 jogos - média 0,17
9. Marcelinho: 39 gols / 88 jogos - média 0,44
10. Elias: 41 gols / 253 jogos - média 0,16
11. Deivid: 37 gols / 99 jogos - média 0,37
12. Rogério: 36 gols / 228 jogos - média 0,15
13. Ronaldo: 35 gols / 69 jogos - média 0,50
14. Paulinho: 34 gols / 167 - média 0,20
15. Danilo: 33 gols / 336 - média 0,10
16. Nilmar: 31 gols / 60 - média 0,51
17. Jô: 30 gols / 151 / média de 0,20

Fonte: Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

Veja mais em: e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Fiel vai 'invadir' a Arena Corinthians no próximo fim de semana

    Torcida do Corinthians reserva todos os ingressos para jogo da taça

    ver detalhes
  • Meia cumpriria função que Carille deseja no Corinthians

    Segundo portal, Andrés negocia possível ida de Gustavo Scarpa ao Corinthians; candidato nega

    ver detalhes
  • Titular, Zeca foi campeão olímpico pela Seleção Brasileira, em 2016

    Corinthians estuda oferta ao lateral Zeca, diz portal

    ver detalhes
  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes