Carille descreve vitória do Corinthians, vibra com plano tático e diz o que lhe 'tira o sono'

Carille descreve vitória do Corinthians, vibra com plano tático e diz o que lhe 'tira o sono'

Time de Carille ostenta a marca de 11 vitórias e dois empates no Brasileirão 2017

Time de Carille ostenta a marca de 11 vitórias e dois empates no Brasileirão 2017

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Em êxtase. Fábio Carille não conseguiu esconder o orgulho pelo desempenho do Corinthians na vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, conquistada na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque. Tampouco tentou. Em entrevista coletiva após a atuação de gala da equipe, o treinador explicou como montou o Timão para surpreender os donos da casa, que não eram derrotados dentro do estádio havia quase um ano.

“Uma vitória muito grande, a equipe concentrada o tempo todo, cumprindo função com e sem bola, muito determinada. A gente sai muito feliz do jogo de hoje com certeza, não só pelo resultado, mas pelas atuações de todos. Tanto que não consegui ver substituição no segundo tempo. Contra-atacando com qualidade... Podendo ser mais se a gente acertasse o último passe, é verdade. Mostra que estamos no caminho certo, mas tem muita coisa a acontecer ainda”, afirmou Carille, que valorizou a organização tática do Corinthians mesmo em meio ao hostil território palmeirense.

“A gente sabe muito jogar sem bola. Ver Jadson dobrando a marcação com 34 anos, não é pra qualquer um. O Palmeiras tinha que se atirar e se atirou como imaginávamos. Tudo o que nós, da comissão, programamos pra esse jogo aconteceu, é isso que me deixa mais feliz ainda”.

Leia também:
Elenco atual supera marca de Tite e chega à maior invencibilidade do Corinthians em 61 anos
Arana mita em entrevista ao vivo após vitória do Corinthians e manda abraço a palmeirenses
Corinthians alcança 90% de aproveitamento; veja a classificação atualizada

Os gols do Corinthians foram marcados por Jadson, em cobrança de pênalti, e Guilherme Arana, que aproveitou lançamento de Romero e finalizou rasteiro, sem chances de defesa para Fernando Prass. Com a vitória no Allianz, o Corinthians alcançou 35 pontos no torneio nacional, enquanto o Santos, que dorme na segunda colocação, tem 23.

Questionado sobre o que ainda é capaz de “tirar o sono” do técnico líder e único invicto da Série A, Carille é sincero: “O que me tira o sono é ficar pedindo a Deus que as coisas aconteçam. Muitas vezes você trabalha e as coisas não acontecem. Foi um aprendizado definir uma forma de jogar o quanto antes. Nos reunimos dia 3 de janeiro, mas já sabíamos como gostaríamos de jogar. Sofremos no início, é normal, não dá pra acontecer como você quer. Deixa sofrer, deixa o time sofrer, acostumar com essa forma, e assim foi feito”, valorizou o comandante.

“Taticamente muito bem organizado, os jogadores de uma entrega fora de normal, uma equipe de homens, uma equipe de homens que sabe o que quer. Cada dia mais me surpreendo com o Jô. Jadson, um ano na China, como é que vai voltar? Está aí! Rodriguinho, Romero... É uma equipe de homens, pode ter certeza”, concluiu.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado, contra o Atlético-PR, às 19h (de Brasília), na Arena, pela 14ª rodada do Brasileirão.

Veja mais em: Fábio Carille e Derbi.

Veja Mais:

  • Pablo não deve enfrentar o Atlético Mineiro no domingo

    [Marco Bello] Pablo não deve enfrentar o Atlético Mineiro no domingo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes