De 0% a 100%: portal lista fatias de direitos econômicos dos 11 titulares do Corinthians

De 0% a 100%: portal lista fatias de direitos econômicos dos 11 titulares do Corinthians

Por Meu Timão

130 mil visualizações 197 comentários Comunicar erro

Balbuena e Jô são casos raros no Corinthians: 100% dos direitos econômicos ligados ao clube

Balbuena e Jô são casos raros no Corinthians: 100% dos direitos econômicos ligados ao clube

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians de 2017 vai chamando atenção não apenas da Fiel como também de arquirrivais e até mesmo da imprensa internacional. Mas afinal de contas: quanto o Timão pode/deve lucrar em termos financeiros no que diz respeito a prováveis vendas de jogadores no futuro?

Leia também: Corinthians aumenta pedida por Arana e dá de ombros para possível oferta de R$ 55 milhões

O site da ESPN Brasil respondeu a essa pergunta por meio de um levantamento publicado nesta sexta-feira. Foram listadas as fatias dos direitos econômicos dos 11 titulares do Timão. A relação vai do 0% de Pablo, que está emprestado, aos 100% de Balbuena, Jadson e Jô. Confira abaixo!

As fatias dos titulares do Timão

Cássio, titular do Corinthians desde 2012, tem 60% dos direitos econômicos ligados ao clube. O restante é dividido da seguinte forma: 20% dele mesmo, 10% de Carlos Leite e 10% do PSV, da Holanda.

Fagner, que é figura carimbada nas convocações de Tite para a Seleção Brasileira, está dividido meio a meio: 50% pertencem ao Corinthians; 50%, ao Wolfsburg, da Alemanha.

Balbuena é uma das exceções do Corinthians: tem 100% dos direitos econômicos ligados ao clube. Ele foi comprado na temporada passada.

Pablo, por outro lado, vive situação oposta à do colega de zaga: como está emprestado, tem 0% dos direitos ligados ao Corinthians. O clube tenta comprá-lo do Bordeaux, da França.

Guilherme Arana é talvez o caso que mais irrite a torcida alvinegra. Isso porque, protagonista aos 20 anos de um dos melhores times do Corinthians de todos os tempos, ele tem apenas 40% dos direitos ligados ao clube. Os 60% restantes estão divididos entre o próprio jogador e os empresários Guilherme Miranda e Nilson Moura.

Gabriel, que chegou ao Corinthians como uma das principais contratações em 2017, tem 50% dos direitos econômicos ligados ao clube. A outra metade está ligada a empresários que trabalham na gestão de sua carreira.

Maycon, assim como Arana, tem apenas 40% dos direitos econômicos ligados ao Corinthians. O restante está dividido entre Fernando Garcia e demais agentes.

Jadson, aos 33 anos de idade, é um dos raros casos de 100% dos direitos econômicos ligados ao Corinthians. A idade já consideravelmente avançada, porém, dificulta uma eventual venda futura por altas cifras.

Rodriguinho, que recentemente renovou com o Timão, tem 50% de seus direitos ligados ao clube. A outra metade é dividida entre Capivariano (40%) e América-MG (10%).

Romero, que está em sua quarta temporada com a camisa do Corinthians, é quem tem menos direitos econômicos ligados ao clube (depois de Pablo). Investidores ligados ao agente Beto Rappa mantiveram 80% dos direitos econômicos do jogador e repassaram 20% ao Timão a custo zero em 2014.

, por fim, é outro com 100% dos direitos ligados ao Corinthians. Vice-artilheiro do Brasileirão, há quem aposta que ele ainda possa render uma bolada ao clube no futuro mesmo já "trintão".

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Jair conversa com Loss (esq.) e Fabinho durante treino no CT

    Jair Ventura nega interferência em intercâmbio de Loss

    ver detalhes
  • 20 mil ingressos já foram vendidos para Corinthians e Internacional

    Corinthians divulga 20 mil ingressos vendidos para duelo contra Internacional

    ver detalhes
  • Zagueiro Chicão em 2013, durante ação do Corinthians voltada ao Valentine's Day

    Ex-zagueiro Chicão faz visita ao CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Mateus Vital ganhou condição de titular no Corinthians

    Vaga é do Vital! Jair Ventura explica nova escalação e nega foco do Corinthians no Flamengo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes