Presidente fala em agir em prol do Corinthians por renovação com Carille

Presidente fala em agir em prol do Corinthians por renovação com Carille

2.5 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

Além da torcida, treinador tem a confiança da diretoria alvinegra

Além da torcida, treinador tem a confiança da diretoria alvinegra

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Unanimidade no comando do Corinthians, Fábio Carille ainda tem seu início no clube debatido até hoje. Para alguns torcedores, os resultados da última temporada poderiam ser melhores se ele fosse mantido desde então. Apesar da passagem de Oswaldo e dos nomes cogitados para 2017, Roberto de Andrade garante que o treinador não chegou por falta de outros nomes.

"Na efetivação dele já não foi falta de opção, porque tínhamos opções. Ali foi opção nossa. Quando o Cristóvão saiu, o Carille fez os jogos seguintes até a chegada do Oswaldo. Naquele momento conversamos, o Corinthians estava turbulento, e conversando com o Carille ele mesmo não se achou tão pronto para assumir. Com a saída do Oswaldo, o Carille daí para frente já não era mais tampão. Como era fim de campeonato, o firmamos como treinador", explicou o presidente, em entrevista à Rádio Globo.

Se as dúvidas pairaram antes do anúncio de sua efetivação, no final de 2016, o futuro parece definido para o comandante alvinegro. Assim como a oposição, que já discursa sobre a renovação de Carille, Roberto de Andrade acredita ser consenso a assinatura de um novo vínculo com o treinador.

"Vamos renovar juntos sem problema nenhum. Não sei quem serão os candidatos, mas vamos sentar e planejar juntos em prol do Corinthians. Temos que procurar fazer o melhor para o Corinthians, não tenho a menor vaidade. Se alguém achar que não é bom continuar com o Fábio, que falem", afirmou.

Apesar da certeza da diretoria e dos que se preparam para as eleições de fevereiro de 2018, um clube chinês tentou dificultar as coisas. Apesar do interesse, Fábio Carille recusou a possibilidade de imediato.

"O Carille me contou. Mas não é o objetivo dele nesta momento. Ele fez uma escolha certa. A China é só para quem visa dinheiro. O universos deles está diminuindo aqui no Brasil. Não é fácil viver lá. Uma coisa é viver em cidades grandes, outra coisa é viver onde está o Gil, no norte da China, frio, cidade não tem nada. Aquilo lá é depressão", disse o presidente alvinegro.

Veja mais em: Roberto de Andrade, Fábio Carille e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians só precisa de um empate ou uma vitória simples para se classificar

    Corinthians recebe Ponte Preta por vaga na semifinal do Brasileiro Feminino; entrada é gratuita

    ver detalhes
  • Árbitro que prejudicou Corinthians diante do Flamengo é escalado para volta das semifinais

    Árbitro que prejudicou Corinthians diante do Flamengo é escalado para volta das semifinais

    ver detalhes
  • Agora capitão fixo do Corinthians, Cássio ergue a taça do hepta, em 2017

    Fim de rodízio? Volante do Corinthians nega conversa de Jair sobre escolha de capitão fixo

    ver detalhes
  • Pacaembu irá receber clássico entre Corinthians e Santos no Brasileirão

    Rival solicita, e Corinthians voltará ao Pacaembu ainda em 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes