Único goleiro a parar Corinthians na Arena em 2017 lembra vitória e defesa em pênalti de Jô

Único goleiro a parar Corinthians na Arena em 2017 lembra vitória e defesa em pênalti de Jô

Por Meu Timão

Aos 31 anos, Zé Carlos joga a segunda divisão do futebol catarinense

Aos 31 anos, Zé Carlos joga a segunda divisão do futebol catarinense

Foto: Divulgação

Apenas um goleiro foi capaz de parar o Corinthians dentro da Arena em 2017: Zé Carlos. No dia 11 de fevereiro, o então jogador do Santo André foi a Itaquera, defendeu até pênalti e se destacou na vitória por 2 a 0 sobre o Timão, único revés da equipe alvinegra no estádio ao longo de toda a temporada. Por outro lado, um triunfo que não sairá tão cedo da memória do arqueiro...

“Vencer o Corinthians da forma que vencemos não é fácil. Jogamos por duas bolas e fizemos dois gols, mas eles tinham um time muito melhor que o nosso, fora a estrutura que é infinitamente superior. Só que, naquele dia, a gente igualou tudo isso na vontade, e saímos de campo vitoriosos”, recordou Zé Carlos em entrevista ao site ESPN.com.br.

O Santo André derrotou o Corinthians com gols de Edmilson e Claudinho. Ainda assim, o nome de partida foi Zé Carlos. Isso porque o goleiro, quando o time do Grande ABC vencia por 1 a 0, pegou penal batido pelo centroavante Jô, que poderia recolocar os donos da casa no confronto. Para o camisa 1, o sucesso na cobrança foi fruto das informações passadas a ele pelo preparador de goleiros do clube.

“Naquele dia eu consegui segurar o pênalti dele, mas desde então ele está numa fase ótima. Na hora do pênalti, eu já tinha estudado muito as cobranças dele, pois meu preparador no Santo André antes de todo jogo mostrava onde os adversários gostavam de bater”, explicou o atleta, que inclui a vitória na Arena Corinthians entre os principais jogos da carreira.

“(...) Eu tinha feito boas atuações na Série A do Brasileiro, mas esse jogo contra o Corinthians foi emblemático, muito importante pra mim. Dei uma repercussão enorme, os lances passavam toda hora na TV. Tanto é que, logo depois daquela partida, eu já fechei com o Londrina para jogar a Série B, já que o Santo André não disputa nenhuma divisão nacional”, frisou.

Leia também:
Com estreia no gol, Flamengo faz treino fechado antes de visitar Corinthians; veja provável equipe
Corinthians anuncia patrocínios e divulga imagens do uniforme com novas marcas; veja
Golaço, domínio de Zida e bola parada: Corinthians finaliza preparação contra o Flamengo

Desde aquela noite, porém, Zé Carlos viu sua carreira declinar. Após um entrevero com o companheiro de equipe Luizão, zagueiro, ele deixou o Londrina e acertou com o Concórdia, da segunda divisão de Santa Catarina. O time ocupa a lanterna do campeonato, com quatro empates e duas derrotas.

“Temos que começar a vencer e pegar confiança novamente, porque a competição ainda está no início, tem o returno todo pela frente ainda. Nosso time é muito bom e temos certeza que vamos melhorar”, projetou Zé.

Líder invicto do Campeonato Brasileiro, o Corinthians soma 22 jogos na Arena em 2017: 14 vitórias e sete empates além da derrota para o Santo André. Somente o goleiro Zé Carlos não sofreu gols em Itaquera.

Arqueiro tem acerto com Santo André para disputar Paulistão 2018

Arqueiro tem acerto com Santo André para disputar Paulistão 2018

Divulgação

Leia outros trecho da entrevista de Zé Carlos

Tabu a ser batido

Fizemos um jogo sensacional aquele dia. Antes da partida, a gente comentou no vestiário sobre o tabu de 28 anos sem ganhar deles, e foi muito importante para o nosso clube ganhar esse jogo. Essas vitórias só acontecem de muitos em muitos anos, então acabam entrando para a história.

Estratégia

Nossa proposta foi marcar forte e sair nos contra-ataques, mas o que fez mesmo a diferença foi a bola parada. Fizemos o primeiro gol logo no começo, com o Edmílson. Aí teve uma pressão monstra deles, com pênalti e tudo, mas fomos segurando.

Segundo gol

No fim, quando tava com cara que eles iam empatar, fizemos o segundo. Foi num balão que eu dei pra frente, o David foi na linha de fundo e cruzou pro Claudinho fazer. Nós chegamos só duas vezes e fizemos dois gols (risos). Eles jogaram bem, mas não conseguiram nos vencer.

Pela Copa do Brasil, o Jô já tinha batido naquele mesmo canto, então um saí um pouco antes e me atirei no canto para defender. Como a ele abaixou a cabeça na hora de bater, não viu que eu já tinha saído. Sorte minha, porque se ele tivesse visto, teria mudado de lado e hoje eu não estaria dando essa entrevista (risos).

Invencibilidade do Timão

Fomos o último time a vencer o Corinthians (na Arena), e isso é algo enorme, devido a essa invencibilidade grande deles no ano. Fico feliz e espero que só nós tenhamos essa honra esse ano (risos). É difícil, são muitos jogos e existe sempre a chance de mais um tropeço até o final do ano. Uma hora ou outra é normal, porque tem dias que você não está tão bem e o adversário está iluminado.

Corinthians perdeu só uma vez em casa no ano, justamente para o Santo André

Corinthians perdeu só uma vez em casa no ano, justamente para o Santo André

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Veja mais em: Campeonato Paulista e Fatos marcantes.

Veja Mais:

  • Alessandro Nunes, Fábio Carille e Flavio Adauto estão unidos na busca por reforços para 2018

    Carille confirma conversas por contratações e vê com otimismo planejamento do Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes
  • O GERENTE ENLOUQUECEU

    VÍDEO: O GERENTE ENLOUQUECEU

    ver detalhes
  • Carille conversou com técnico do Avaí sobre possível reforço do Corinthians para 2018

    [Marco Bello] Carille conversou com técnico do Avaí sobre possível reforço do Corinthians para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes