Marcio Zanardi promete acionar pai na Justiça por suborno na base do Corinthians

Marcio Zanardi promete acionar pai na Justiça por suborno na base do Corinthians

Por Meu Timão

Marcio Zanardi, ex-treinador do Sub-17 do Corinthians, ao lado do pai, Wilson

Marcio Zanardi, ex-treinador do Sub-17 do Corinthians, ao lado do pai, Wilson

Foto: Reprodução/Facebook

Ex-técnico da categoria Sub-17 do Corinthians, Marcio Zanardi irá processar o pai, Wilson Zaponi Gomes da Silva, por envolvê-lo em um suposto esquema de suborno em troca da escalação de um jogador. O escândalo foi denunciado pelo portal Globoesporte.com na última sexta-feira.

Em áudio datado de 2016, Wilson Zaponi, utilizando o pseudônimo Carlos, solicita o pagamento de R$ 50 mil a David Lopes Rodrigues, pai do atleta Felipe França Lopes Rodrigues, pela escalação do garoto no time Sub-17 do Corinthians.

Embora filho de Wilson Zaponi, Zanardi afirmou não possuir qualquer relação com o esquema ilícito e assegurou que acionará o pai na Justiça.

Ele vai responder judicialmente e criminalmente pelos atos dele. É isso que eu vou buscar. Ele não tem o direito de acabar com a minha carreira. Minhas contas estão aí. Estou aqui hoje, estou desde sexta-feira dando a cara a tapa, porque quando recebi essa notícia e vi que eu estava dentro dessa questão, não tinha escutado o áudio. Quando saí da Portuguesa, fui para casa e escutei o áudio, meu filho olhou pra mim e disse: 'Pai, é a voz do meu avô'”, contou Zanardi em participação no programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes.

“Ele me envolveu direta e indiretamente. Por 13 anos eu estou buscando aqui trabalhar. Hoje as pessoas vão querer saber quem eu sou e vão me associar como uma situação dessas? Eu não posso permitir. Por mais que me doa, por mais que me sangre, uma pessoa de 70 anos tomar uma decisão dessas? Ele tem que ser responsável pelos atos dele”, acrescentou Marcio.

Zanardi, que trabalha atualmente na categoria Sub-20 da Portuguesa, revelou que o relacionamento com o pai ficou estremecido há 17 anos, quando Wilson se separou de sua mãe.

“Meu pai não foi uma pessoa correta com ela. Eu vivi 20 anos em uma estrutura familiar e quando houve a separação não foi uma coisa boa. Ele não foi legal, prejudicou minha mãe. Nós brigamos, tivemos problemas, fiquei três anos sem falar com ele, fui para fora do Brasil. Quando eu voltei, no Corinthians, ele começou a participar, querer ver jogos, querer acertar algumas situações comigo”, declarou Zanardi, que frisou o currículo de vitórias na base corinthiana.

Estava no Corinthians desde 2001. Conquistei 14 títulos no Corinthians. Ganhei tudo, desde Mundial a Copa do Brasil. Trabalhei com Narciso na Copa São Paulo. Em nenhum momento você vai conseguir 14 títulos fazendo esquema com jogadores. Isso não existe”, completou.

Até o momento, a diretoria do departamento de formação de atletas do Corinthians não se pronunciou a respeito do caso.

Veja mais em: Base do Corinthians, Diretoria do Corinthians e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Com Sócrates, Corinthians derrotou São Paulo por 3 a 1 e faturou Paulistão de 1982

    Camisa do Timão utilizada na Democracia Corinthiana entra em top 50 de revista inglesa

    ver detalhes
  • Danilo treinou normalmente na manhã desta sexta-feira no CT

    Danilo está quase pronto para a terceira tentativa de retorno após a grave lesão

    ver detalhes
  • Fiel poderá comparecer novamente a um treino na Arena

    Na véspera do Majestoso, Corinthians promove treino aberto à torcida na Arena

    ver detalhes
  • Titulares que não jogaram na Argentina foram a campo nesta sexta

    Trio trabalha com bola e Corinthians deve ter força máxima no Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes