Jô avisa que não vai comemorar possível gol no Mineirão; veja explicação do artilheiro corinthiano

Jô avisa que não vai comemorar possível gol no Mineirão; veja explicação do artilheiro corinthiano

Por Meu Timão

Jô não vai comemorar possível gol marcado no Mineirão contra o Atlético-MG

Jô não vai comemorar possível gol marcado no Mineirão contra o Atlético-MG

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Artilheiro do Campeonato Brasileiro com dez gols anotados passadas 17 rodadas, Jô não vai comemorar caso balance as redes na noite desta quarta-feira, no jogo entre Corinthians e Atlético-MG, no Mineirão. A revelação foi feita pelo próprio centroavante em entrevista coletiva concedida no fim de tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava.

Leia também:
Em alta no Corinthians, Jô cria novo perfil em redes sociais
Veja a classificação do Campeonato Brasileiro após o término da 17ª rodada

Jô falou sobre o assunto por conta de sua passagem de sucesso pelo Atlético-MG, que teve como auge a conquista do título da Libertadores de 2013. Na ocasião, inclusive, o centroavante foi o principal goleador do torneio sul-americano. Ao explicar a decisão de não comemorar, o camisa 7 corinthiano usou como argumentação a perspectiva de reencontrar a equipe mineira no segundo turno, na Arena Corinthians.

"Existem duas situações no meu modo de pensar. Joguei no Atlético por três anos, se eu fizer o gol, não vou comemorar em respeito à torcida. Já farei meu papel com o gol. Se fosse aqui na Arena Corinthians, eu ia comemorar em respeito aos corintianos. Mas lá, não vou pela torcida que já me abraçou. Se fosse aqui, se eu fizer gol no returno, vou festejar diante do torcedor do Corinthians", disse.

"Vou estar fazendo meu papel e ajudando a minha equipe com o gol. Comemoração é um modo de extravasar, mas ali diante da torcida que me apoiou, que colocou comida no meu prato, tenho gratidão. Só de fazer gol, já farei minha parte", completou.

Novamente questionado sobre o assunto na entrevista, Jô fez questão de lembrar sua passagem de nem tanto sucesso pelo Internacional. O centroavante citou tal cenário para evitar qualquer polêmica e explicar, com mais detalhes, a importância da torcida do Atlético-MG em sua carreira - diferente dos torcedores colorados, por exemplo.

"Um exemplo, para ser claro. Eu no Inter. Não achei que tive uma passagem brilhante, não que eu não respeite e nem goste, pois tenho um carinho, mas não fiz história no clube. Se fizesse um gol no Beira-Rio, comemoraria. Mas fiz história no Atlético-MG, realizei sonhos ali. Tenho que ter um respeito aos torcedores", declarou.

Por fim, Jô deu um panorama de sua expectativa antes de reencontrar o Atlético-MG pela primeira vez desde o retorno ao Corinthians. As equipes, afinal de contas, não se encontram desde outubro do ano passado, quando o centroavante ainda não jogava pelo Timão.

"Realmente é uma mistura de sentimentos, de gratidão, pois é um clube que abriu as portas num momento difícil, e consegui retribuir com título marcante para o clube. Mas hoje vivo um grande momento no Corinthians, busco objetivos aqui e terei de fazer meu melhor. Com a camisa do Corinthians, tenho de fazer com que a minha equipe ganhe", afirmou.

Veja mais em: .

Veja Mais:

  • Jô e Jadson voltaram a treinar no campo nesta quinta-feira

    Treino do Corinthians tem retornos, academia lotada e possível trote de despedida

    ver detalhes
  • Corinthians relembrou os dois títulos conquistados em 2017

    Nas redes sociais, Corinthians relembra dois títulos no ano e provoca antis

    ver detalhes
  • Meia cumpriria função que Carille deseja no Corinthians

    Segundo portal, Andrés negocia possível ida de Gustavo Scarpa ao Corinthians; candidato nega

    ver detalhes
  • Jadson viveu temporada de altos e baixos no Corinthians

    Negativa de Jadson a proposta da China lhe rendeu promessa de renovação no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes