Carille enumera reforços para Corinthians e se diz satisfeito caso perca 20% dos titulares em 2018

Carille enumera reforços para Corinthians e se diz satisfeito caso perca 20% dos titulares em 2018

Por Meu Timão

Carille e sua comissão técnica já olham para a próxima temporada

Carille e sua comissão técnica já olham para a próxima temporada

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Se dentro de campo o Corinthians ainda tem muito o que fazer em 2017, fora das quatro linhas o pensamento do clube já começa a se direcionar para 2018. E o técnico Fábio Carille tem papel de suma importância neste cenário.

Em entrevista concedida nesta terça-feira ao programa Esporte em Discussão, da rádio Jovem Pan, o treinador do Corinthians falou sobre a expectativa de manter 80% da equipe titular para o ano que vem - nomes como Balbuena, Pablo, Arana e Rodriguinho são os mais cotados a serem negociados no fim da atual temporada.

Leia também:
Marciel no lugar de Moisés? Carlinhos no de Kazim? Técnico do Corinthians esclarece
Jadson crava permanência no Corinthians por título inédito em 2018
Corinthians renova contrato com Paulo Roberto

"Seria importante manter todos. Mas acho que vai ser difícil. Se conseguirmos ficar com 80% já está bom demais, mas não vai ser fácil. Se a gente não perder ninguém e eu continuar, a busca vai ser por quatro, cinco jogadores para reforçar o elenco", comentou Carille, já enumerando possíveis reforços para o Corinthians.

Não cabe apenas a Carille, no entanto, opinar sobre as saídas e chegadas de jogadores ao clube. A diretoria, que cuida diretamente da questão financeira, é quem dá a palavra final no que diz respeito a negociações. E o atual treinador corinthiano, que ainda está caminhando rumo ao fim de seu primeiro ano na função, sabe que a situação não é das mais fáceis:

Quando Tite ainda era o técnico do Timão, clube passava por aperto financeiro

Quando Tite ainda era o técnico, clube passava por aperto financeiro

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

"Eu ainda estou em um processo de aprendizado. Dificilmente vou entrar nesse assunto dentro de um clube. O que eu vejo é que o Corinthians está com dificuldade, mas até onde eu sei os salários estão em dia, o que falta são luvas e outros casos. O que é bom é que a diretoria sempre está chamando para explicar", afirmou.

"Isso desde 2015, que para mim foi a pior crise, os jogadores chegaram a ficar oito meses sem receber. Hoje eu sei que é menos, mas sei que a diretoria sempre chama para explicar o que está acontecendo", completou.

Veja mais em: Fábio Carille, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Pablo não tem permanência assegurada no Timão para a próxima temporada

    Fim da paciência: Corinthians dá ultimato e cobra resposta de empresário de Pablo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes