Janela fecha, diretoria do Corinthians cumpre promessa de não perder titulares e zagueiro comemora

Janela fecha, diretoria do Corinthians cumpre promessa de não perder titulares e zagueiro comemora

Elenco do Corinthians não é dos mais caros, mas vem dando conta do recado

Elenco do Corinthians não é dos mais caros, mas vem dando conta do recado

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A diretoria do Corinthians cumpriu a promessa de não perder titulares nesta janela de transferências internacionais, que fechou na noite desta quinta em seis dos países que mais movimentam o mercado: Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Portugal e Rússia.

Apesar de outros três países ainda terem a chance de contratar - Espanha, que fecha na noite desta sexta, México (5/9) e Turquia (8/9) -, não há qualquer temor no Parque São Jorge de uma ou mais saídas dos seus principais jogadores.

Um fato comemorado por Pedro Henrique, que é o substituto imediato dos titulares Pablo e Balbuena. Na manhã desta sexta-feira, o zagueiro falou à respeito da permanência dos seus companheiros de clube, que seguem na busca do heptacampeonato brasileiro.

"Isso é muito importante, nossa equipe está muito entrosada. Ficando todos, isso vai nos ajudar até o fim da temporada", afirmou o camisa 34. "Todos jogadores são importante para o elenco. É aproveitar agora para o jogo difícil no fim de semana", completou o jogador citando o duelo com o Santos, dia 10, na Vila Belmiro.

Três titulares estiveram perto de sair nesta janela de transferência. O jovem Guilherme Arana, sem dúvida, foi o mais cobiçado. O clube teve quatro ofertas oficiais pelo lateral-esquerdo, de CSKA Moscou (RUS), Sevilla (ESP), Roma (ITA) e Bordeaux (FRA), que foram devidamente rechaçadas. Uma delas na casa dos 12 milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões).

Balbuena, que também é destaque da equipe no Brasileirão, teve oferta oficial do Genoa (ITA), que também não interessou à diretoria do Corinthians. Rodriguinho, por sua vez, teve outras duas propostas: Fenerbahce (TUR) e Lokomotiv (RUS), com cifras em termos de salário infinitivamente maiores do que recebe no Timão. Isso sem falar em sondagens para Jô, Gabriel, Maycon e Fagner, que não se transformaram em ofertas oficiais ao clube.

Em tempo: em orçamento aprovado pelo Conselho Deliberativo, ainda em 2016, o Timão previa arrecadar R$ 52 milhões com venda de jogadores na atual temporada, no entanto, só faturou R$ 8 milhões, com a negociação de Uendel, para o Internacional, e Léo Jabá, para o Akhmat Grozny, da Rússia.

Veja mais em: Mercado da bola e Pedro Henrique.

Veja Mais:

  • Com saída de Adriano, Marquinhos herdou a camisa 10 do Timão na Libertadores 2012

    Campeão em 2011, Marquinhos diz ter celebrado hepta do Corinthians e ensaia retorno

    ver detalhes
  • Golaço de Rodriguinho sobre o Sport entrou em vídeo de emissora italiana

    Canal de esportes da Itália produz vídeo com cinco gols mais belos do hepta do Corinthians

    ver detalhes
  • Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    ver detalhes
  • Com bandeirões e muita festa, Fiel incentivou Timão no último treino aberto

    Corinthians abre à torcida último treino antes do jogo da taça

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes