Hoje em alta na Europa, Felipe diz ter precisado de tratamento psicológico no Corinthians

Hoje em alta na Europa, Felipe diz ter precisado de tratamento psicológico no Corinthians

Por Meu Timão

Felipe aproveitou as férias para visitar família no Brasil - e a Arena em Itaquera!

Felipe aproveitou as férias para visitar família no Brasil - e a Arena em Itaquera!

Foto: Divulgação/Corinthians

Um dos grandes zagueiros a vestir a camisa do Corinthians no século 21, Felipe está dando início a sua segunda temporada no futebol europeu. E em alta! Mas engana-se quem pensa que sua carreira sempre esteve de vento em popa. Foi justamente em seus primeiros anos com a camisa do Timão que o beque teve de se superar.

Em entrevista concedida ao jornal Diário de S. Paulo, o zagueiro do Porto foi questionado sobre seu início um tanto quanto "azarado" em Portugal - na ocasião, anotou dois gols contra logo em seus primeiros jogos pela nova equipe. No Corinthians, contratado do Bragantino em 2012, ele demorou para vencer a desconfiança da Fiel e deslanchar.

Leia também:
Balbuena 'distribui' camisetas do Corinthians para companheiros da seleção paraguaia
Conheça os dois jovens da base do Corinthians que já estão nos planos de Carille

"Não dá para comparar, porque, quando cheguei ao Porto, já estava muito bem, vim de uma boa fase no Corinthians, campeão brasileiro em 2015, seleção do Paulistão e convocação para a seleção brasileira em 2016... Cheguei ao Porto um outro jogador, com a cabeça boa, absorvendo só coisas positivas, não ligando para críticas destrutivas", disse.

"No Corinthians, as críticas, no começo, me afetavam. Tive de fazer um trabalho psicológico para seguir trabalhando e evoluindo. Cheguei a pensar em desistir por muitas coisas, mas recebi muito apoio das pessoas do clube e de amigos e familiares. Não tem nada a comparar", completou, se referindo aos primeiros anos no clube do Parque São Jorge.

Tratamento psicológico, flerte com a desistência... Tudo isso ficou para trás. Felipe, titular e destaque do hexacampeonato brasileiro do Corinthians em 2015, vive agora a expectativa por títulos no Velho Continente. Em sua primeira temporada pelo Porto, acabou não levantando taças. Nada que não possa ser superado, não é mesmo?

"Fiquei satisfeito, mas não completamente. Tive boas atuações, uma repercussão muito boa, mas o objetivo principal, que era um título com a camisa do Porto, não veio. Então, esse é o grande foco para esta temporada. Quero sentir novamente o gosto de ser campeão. Jogador sobrevive de títulos e bons frutos dentro do clube. Tive uma primeira temporada produtiva, gostei dela, mas não posso parar. Tenho de evoluir sempre, brigando por títulos", finalizou.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Pablo não tem permanência assegurada no Timão para a próxima temporada

    Fim da paciência: Corinthians dá ultimato e cobra resposta de empresário de Pablo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes