Citadini se lança candidato à presidência e mira alternativa para pagamento da Arena Corinthians

Citadini se lança candidato à presidência e mira alternativa para pagamento da Arena Corinthians

Por Meu Timão

Citadini se lançou candidato à presidência do Corinthians

Citadini se lançou candidato à presidência do Corinthians

Foto: Reprodução/TV

O Corinthians já conhece mais um candidato à eleição presidencial marcada para o próximo mês de fevereiro: trata-se de Antônio Roque Citadini, principal nome da oposição no Parque São Jorge. Em participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, no fim de noite desse domingo, o conselheiro confirmou sua candidatura ao pleito.

"Na semana que vem teremos um lançamento no site que se chama ‘Corinthians mais forte’. O primeiro problema é esse do estádio, porque há uma confusão grande. O Corinthians não consegue nos últimos quatro anos chegar em um acerto com a construtora e com a Caixa. Temos problemas com obras que não foram feitas, obras que foram feitas erradas, é preciso entrar um acordo com a construtora. Esse grupo atual não tem condições de fazer isso", declarou, já indicando qual será sua prioridade à frente do clube caso seja eleito.

O pagamento da Arena Corinthians, que se desenvolve como uma novela há anos, vem sendo criticado por Citadini nos bastidores do Parque São Jorge ao menos desde o início da gestão de Roberto de Andrade. No entendimento do conselheiro, não há condições de a renegociação da dívida ser bem sucedida pela atual diretoria do Timão.

"Eu acho que o Corinthians tem um caminho para fazer isso. É o Corinthians que não toma a iniciativa. Quando digo o Corinthians é o atual grupo dirigente que esgotou sua capacidade para resolver os problemas. Foi feito uma auditoria e se não chegar a um acordo, terá que ter uma arbitragem", argumentou.

O Corinthians, desde o ano passado, não paga as mensalidades acordadas inicialmente com a Caixa Econômica Federal. O clube alega que precisava de um período de carência maior. Agora há a tentativa de negociar um novo prazo, com mensalidades mais palpáveis à realidade financeira do Timão e do país como um todo.

"O Corinthians não está pagando, mas ninguém está pagando. Esse é um problema que está em todos os estádios da Copa do Mundo. A Caixa fez um empréstimo, o empréstimo é bom, o Corinthians vai pagar. Mas ela fez um plano de negócios irrealista, calculou uma captação de recursos que não existe. A única coisa que o banco não quer é não receber, os valores e como pagar você discute. O estádio é bom para o Corinthians, é bom para a cidade, bom para a zona leste, bom para todo mundo", explicou Citadini.

Em tempo: além de Citadini, quem também já se lançou candidato pela oposição é Romeu Tuma Júnior. Há ainda a expectativa pelas candidaturas de Fernando Alba e Osmar Stabile. Pela situação, Andrés Sanchez deve se confirmar o candidato à presidência nas próximas semanas.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Arena Corinthians e Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Plantel alvinegro tem dias de treino definidos para semana festiva

    Com folga dupla, Corinthians tem programação definida para semana de festa do título na Arena

    ver detalhes
  • Danilo vai ficar mais uma temporada no Corinthians

    Danilo comenta iminente renovação com o Corinthians e fala qual setor jogaria em 2018

    ver detalhes
  • Mesmo com Jô, Timão não foi páreo para Flamengo na tarde deste domingo

    Sonolento, Corinthians leva três no primeiro tempo e é derrotado pelo Flamengo

    ver detalhes
  • Em rede social, Corinthians ironiza briga entre jogadores do Flamengo

    Em rede social, Corinthians ironiza gesto obsceno de atacante do Flamengo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes