Torcida aponta dez pontos a serem melhorados por Carille e jogadores do Corinthians

Torcida aponta dez pontos a serem melhorados por Carille e jogadores do Corinthians

Por Meu Timão

Corinthians perdeu três e venceu uma no returno do Brasileirão

Corinthians perdeu três e venceu uma no returno do Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após a segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro - a terceira em quatro jogos no returno -, torcedores do Corinthians se perguntam: o que está acontecendo? O questionamento está relacionado, claro, ao que esses mesmos jogadores fizeram no primeiro turno, quando terminaram invictos, após 14 vitórias e cinco empates.

Assim que Raphael Claus apitou o fim do jogo na Vila Belmiro, uma enxurrada de tentativas de explicações para a má fase e alguns pontos a serem melhorados pelo técnico Fábio Carille e seus comandados foram colocadas em redes sociais, fóruns virtuais, entre outros meios de interação.

A reportagem do Meu Timão fez um apanhado desses apontamentos feito pelos torcedores e separou os dez principais pontos que podem ser melhorados para a sequência da temporada do Corinthians. Confira a lista abaixo:

1) Faltas de Jadson

As faltas mais perigosas, desde o início do Brasileirão, estão sendo cobradas por Jadson. O camisa 10, porém, não tem nem passado nem perto de acertar as tentativas. Na Vila Belmiro, por exemplo, a chance foi na entrada da área, de frente para o goleiro Vanderlei. A bola foi para fora. Em tempo: o meia não vem treinando com assiduidade durante a semana no CT.

2) Voltar a ser a quarta força

Alguns torcedores acreditam que foi desnecessária a tentativa do Corinthians de ser protagonista na Vila Belmiro, principalmente, pelo fato de ter 12 pontos de vantagem na tabela. O primeiro gol tomado (em um contra-ataque como visitante) seria um exemplo disso. Para a torcida, ter o espírito de quarta força, de se defender e sair na boa, foi um dos fatores que levaram ao sucesso no primeiro turno.

3) Intensidade

"As duas paradas de quase 15 dias fizeram mal à equipe". "O time perdeu a pegada". Não são difíceis de serem achadas essas duas frases nas redes sociais. Alguns torcedores do Corinthians têm certeza que, nesses quatro jogos do returno do Brasileirão, a equipe correu menos do que correu no primeiro turno, quando terminou invicta, com 14 vitórias e cinco empates.

4) Ajuda de meias e atacantes

Na visão de boa parte da torcida, os meias e atacantes não estão ajudando na marcação como faziam antes. Não foram poucas as vezes que Fábio Carille elogiou Romero, Jadson, Rodriguinho e Jô por "baixarem lá atrás para ajudar". Essa falta de colaboração, de acordo com alguns torcedores, ajudou o Santos a encontrar tantos espaços no setor defensivo do Timão.

5) Verticalidade dos volantes

Além de cumprir a função de marcação, Gabriel e Maycon poderiam ajudar os homens mais ofensivos da equipe. Alguns torcedores acreditam que a dupla "está tocando muito de lado", deixando a verticalidade para segundo plano. Nesse sentindo, Maycon é o mais cobrado, já que tem liberdade no esquema tático de Carille para ir à frente.

6) Marquinhos e Giovanni: fazer a diferença

Nem sempre a equipe titular conseguirá sobressair sobre a marcação adversária. Nessa hora, de acordo com alguns torcedores, o banco de reservas precisa fazer a diferença, como ocorreu contra o Vitória, na Arena Fonte Nova, quando Marquinhos Gabriel entrou e o jogo mudou. Ele e Giovanni Augusto, na cobrança de parte da torcida, são aqueles que têm qualidade e precisam fazer isso.

7) Pontaria de Clayson

Clayson disputou 761 minutos com a camisa do Corinthians no Campeonato Brasileiro (seis vezes titular e outras seis como reserva) e ainda não fez gol. Apesar de ter colaborado com quatro assistências, o camisa 25 segue pecando nas finalizações. O jogo contra o Atlético Goianiense foi um exemplo dessa dificuldade de Clayson de balançar as redes. A cobrança da torcida em cima do meia-atacante é essa: melhor pontaria.

8) Jogadas ensaiadas

O Corinthians não tem jogadas ensaiadas. Em infrações laterais e frontais, a tentativa é sempre a mesma: cruzamento na área. Torcedores lembraram que, em momentos complicados como esse, um lance diferente pode fazer a diferença. Apesar de Osmar Loss ter um histórico com esse fundamento na base, até mesmo para cobranças de escanteio, o mesmo não acontece na equipe profissional.

9) Rodriguinho

O desempenho de Rodriguinho no segundo semestre do ano passado e no primeiro semestre deste ano foi acima das expectativas. O meia-atacante fez cerca de 20 gols nessas duas metades de temporada. O camisa 26 também fez alguns bons jogos no Brasileirão, inclusive com gol, mas o torcedor vê uma queda vertiginosa de produção do jogador desde o fim do primeiro turno. Além de não balançar as redes, alguns enxergam neste momento um excesso de preciosismo nas jogadas.

10) Esquema diferente

Nem sempre a equipe jogará bem. Muitas vezes, após um estudo, o adversário conseguirá marcar as principais jogadas ofensivas. Por isso, parte da torcida acredita que o técnico Fábio Carille necessita de um esquema diferente para usar durante os jogos. Dois centroavantes? Dois meias centralizados? Seja qual for a escolha, ter uma alternativa seria importante em momentos complicados.

Veja mais em: Fábio Carille, Campeonato Brasileiro, Rodriguinho, Jadson, Clayson, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel.

Veja Mais:

  • Clayson comemora gol sobre o São Paulo, o primeiro dele pelo Timão

    Na raça! Clayson decide, Corinthians empata no Morumbi e mantém invencibilidade contra rival

    ver detalhes
  • Clayson assegurou empate fora de casa ao Timão

    Cássio brilha, mas reserva é eleito o melhor do Corinthians no clássico; Jadson destoa

    ver detalhes
  • São Paulo e Corinthians empataram por 1 a 1 no Morumbi

    Comentarista de rádio chama jogadores do Corinthians de delinquentes; clube responde

    ver detalhes
  • Gabriel foi assunto no pós-jogo do Majestoso deste domingo

    Gabriel pede desculpas à torcida do São Paulo; Carille diz que chamará atenção do volante

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes