Carille nega mudanças no Corinthians e prega tranquilidade: 'Não vou incendiar o vestiário'

Carille nega mudanças no Corinthians e prega tranquilidade: 'Não vou incendiar o vestiário'

Por Meu Timão

Fábio Carille confia nos titulares do Corinthians e não pensa em mudanças

Fábio Carille confia nos titulares do Corinthians e não pensa em mudanças

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Com a sequência de resultados ruins do Corinthians, a torcida começa a cobrar mudanças. Mais do que postura ou posicionamento em campo, alguns pensam em alternativas para o time titular, absoluto durante a temporada. Apesar dos pedidos, Carille mantém a calma e, de momento, não pensa em alterações em sua equipe. Confiante na recuperação, o treinador também vai manter a filosofia de trabalhar tranquilo, sem aquecer o clima no vestiário alvinegro.

"Não penso em mudanças. Nosso grupo é esse, confio muito nessa equipe que conquistou o Paulista, fez um ótimo primeiro turno e vai retomar já, já. Precisamos repetir alguns tipos de treinamentos, reforçar ideias", afirmou durante coletiva concedida após o empate contra o Racing, por 1 a 1, nesta quarta-feira.

"Eu sou tranquilo e acalmo meu grupo o tempo todo, chutar copinho de água no vestiário e gritar com todo mundo não adianta. Vamos nos reerguer juntos, indo para campo, nos dedicando. Eu estou começando agora, não vou incendiar vestiário por conta de resultado", completou.

Leia também:
Corinthians tem retorno de Marquinhos contra o Vasco e aguarda evolução de dupla
Rodriguinho não vê surpresa em oscilação do Corinthians e manda recado à torcida
Cássio afasta 'pressão maior' por sequência do Corinthians e refuta falha em gol do Racing

Apoiada na ideia que não há sinal de alerta ligado, a decisão de não mexer no time titular também está ligada a condição de alguns jogadores. Ciente do bom rendimento na primeira etapa, Carille acredita que a queda brusca para o segundo tempo não deve acontecer nos próximos jogos, já que alguns nomes devem adquirir o ritmo que precisam em breve - o capitão Balbuena também destacou esse desgaste.

"Nós entregamos muito a bola e você passa a correr atrás de um time qualificado. Não conseguimos respirar. Cobrei que a gente ficasse com a bola e a gente fazendo ligação direta. Tem jogadores em retomada, Jadson ficou mais de mês parado, Marciel no segundo jogo. Mas é a melhora que temos que buscar, três dias para recuperar antes do jogo contra o Vasco", afirmou.

Se não devem ocorrer mudanças na equipe titular, na postura e estratégia de jogo o Corinthians deve vir diferente para o jogo de volta contra o Racing, na Argentina. Precisando de uma vitória ou empate por dois ou mais gols, o Timão terá de ser mais ofensivo do que foi na Arena, sobretudo na segunda etapa.

"Muda que temos que buscar o resultado fora de casa, 0 a 0 não interessa, precisamos de um jogo mais agressivo", concluiu Carille.

Veja mais em: Fábio Carille, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Vice-presidente no início dos anos 2000, Citadini é candidato nas eleições de fevereiro

    Citadini condena submissão do Corinthians à CBF e promete ir à Fifa por mudança no estatuto

    ver detalhes
  • Mateus Vital fará estreia no Corinthians logo como titular

    Vital, Pedrinho & cia: Corinthians rejuvenesce para jogo desta quarta e empolga Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo se reencontram neste sábado, no Pacaembu

    Torcedores do São Paulo já se preocupam com clássico contra Corinthians; veja tweets

    ver detalhes
  • Mateus Vital será titular do Corinthians e fará assim sua estreia com a camisa alvinegra

    Carille muda todo o ataque e define Corinthians para pegar Ferroviária; Vital estreia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes