Por calote na Receita Federal, diretoria do Corinthians deve prestar explicações em reunião

Por calote na Receita Federal, diretoria do Corinthians deve prestar explicações em reunião

Por Meu Timão

1.9 mil visualizações 57 comentários Comunicar erro

Mandato de Roberto de Andrade está na reta final, e problemas seguem surgindo

Mandato de Roberto de Andrade está na reta final, e problemas seguem surgindo

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Se dentro de campo o Corinthians vive um momento conturbado, fora das quatro linhas... Nem se fala! A diretoria deve ser cobrada nos próximos dias pelos conselhos de Orientação (Cori) e Deliberativo (CD) do clube para prestar esclarecimentos sobre uma dívida com a Receita Federal. A informação foi publicada nesta sexta-feira pelo portal Uol.

Conforme noticiado anteriormente, o Corinthians não pagou em dia aproximadamente R$ 13 milhões em tributos federais. O calote foi identificado pelo sistema de controle da Receita. O órgão notificou o clube nos últimos dias advertindo Roberto de Andrade.

Leia também:
Corinthians e Carille congelam conversas por renovação; partes seguem otimistas
Citadini se lança candidato à presidência e mira alternativa para pagamento da Arena
Sem acordo, Corinthians e agência de Ronaldo encerram negociações por parceria

A situação alarmou os conselheiros e demais figurões do Parque São Jorge. No próximo dia 25, em reunião que já havia sido agendada para tratar de outros assuntos, a diretoria corinthiana deverá ser cobrada pelos conselhos.

"Pela relevância do assunto, ele merece ser explicado pela diretoria", disse Guilherme Strenger, presidente do CD. "Ainda não examinei o caso, mas claro que uma situação dessa magnitude precisa ser explicada ao Cori pela diretoria", declarou Osmar Basílio, presidente do Cori.

Outro ponto que assusta os conselheiros e pressiona a atual diretoria é a ideia de Roberto de Andrade e companhia de utilizar as cotas de TV do Campeonato Paulista de 2018, que podem ser pagas neste semestre pela Federação Paulista, para sanar a dívida com a Receita Federal. No entendimento de parte dos figurões da política alvinegra, esse procedimento poderia comprometer a próxima gestão do clube, que assume a diretoria em fevereiro do ano que vem.

Por ora, vale destacar, o Corinthians não foi autuado pela Receita Federal. O órgão apenas deu um alerta ao clube. Se o imbróglio não foi solucionado até o fim do mês, estima-se que o clube, aí sim, poderá acabar processado e tendo de resolver a pendência na Justiça.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Roberto de Andrade e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Timão divulga primeira relação de atletas inscritos no Estadual; lista ganhará novos jogadores

    Paulistão: Corinthians inscreve 19 nomes e reserva vagas a reforços; veja relação

    ver detalhes
  • Agora em definitivo: Boselli é esperado no Brasil nesta sexta-feira

    Boselli inicia viagem para se reapresentar ao Corinthians

    ver detalhes
  • Arana, Vagner Love e mais: Corinthians agita mercado da bola 2019

    VÍDEO: Arana, Vagner Love e mais: Corinthians agita mercado da bola 2019

    ver detalhes
  • Corinthianos e são-paulinos se enfrentam no terceiro domingo de fevereiro, na Arena

    Clássico do Corinthians pelo Paulistão tem horário alterado novamente pela FPF

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes