Capitão do Corinthians na Sul-Americana, Balbuena valoriza competição e sonha em erguer a taça

Capitão do Corinthians na Sul-Americana, Balbuena valoriza competição e sonha em erguer a taça

Por Meu Timão

Balbuena teve a faixa de capitão em todos os jogos da Sul-Americana

Balbuena teve a faixa de capitão em todos os jogos da Sul-Americana

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Das tantas ações de Tite continuadas por Carille, a rotação da faixa de capitão é uma das mais perceptíveis. Como o antigo comandante, Fábio não tem um capitão definido e dá importância para todos das equipe. Na Sul-Americana, porém, essa prática não acontece. Nos cinco jogos do Corinthians até aqui, Balbuena foi o responsável pela função em todos. Feliz com o cargo, o defensor já sonha erguer a taça da competição pelo Timão.

"Contente pela confiança que o Fábio tem em mim nesse aspecto. Não considero uma coisa primordial, já me sinto contente de poder jogar no time e ser titular. O fato de ser capitão fica para mim em segundo plano. Vou tentar sempre fazer meu melhor para ajudar a equipe. Logicamente, em um torneio internacional, ser capitão é algo muito bom. O mais importante é tentar ajudar a equipe a vencer", afirmou o orgulhoso paraguaio, em entrevista ao GloboEsporte.com.

"É um sonho, né? Desde pequeno, todo jogador sonha com isso. Em todos os times que passei, fui capitão, então não é algo que me deixa louco. Se não acontecer, vou ficar feliz se for o último da fila, mas levantando a taça. É isso que importa. Ninguém é mais do que ninguém nessa equipe, e vamos seguir dessa forma. Sem vaidade", completou.

Leia também:
Corinthians só tem três jogadores remanescentes de último jogo em solo argentino
Apesar de polêmica, treinador do Corinthians vê Jô pronto para decidir contra o Racing
Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

O peso de liderar a equipe na Sul-Americana é ainda maior, visto que o torneio nunca foi conquistado pelo Timão. Experiente, Balbuena sabe dessa responsabilidade. Mesmo dando grande importância para a conquista, o paraguaio não esconde a vontade de disputar uma Libertadores com o Corinthians.

"Para nós, é o único título que o Corinthians ainda não tem. Vamos tentar de tudo para obter esse título. Temos uma parada difícil fora de casa, mas temos plena confiança no nosso time. Mesmo em amistoso ou Campeonato Paulista, é sempre uma alegria jogar no Corinthians. Mas num torneio internacional, com todo mundo vendo, significa muito para mim e para meus companheiros. Vamos fazer um bom trabalho", disse.

"A Libertadores é sempre boa de jogar, tem um escalão acima da Sul-Americana. Todo mundo quer jogar, todos querem ser campeões e deixar uma marca importante no clube. É esse meu objetivo", concluiu.

Com Balbuena entre os titulares, o Corinthians enfrenta o Racing nesta quarta-feira, às 21h45. No estádio El Cilindro, em Avellaneda, o Timão precisa vencer ou empatar tendo marcado dois ou mais gols para se classificar.

Veja mais em: Balbuena e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Jadson foi o nome do jogo neste domingo: anotou dois dos três gols do Corinthians

    Após 'apagões', Jadson brilha, Corinthians goleia São Caetano e vence a primeira no Paulistão

    ver detalhes
  • Jogadores correm pra abraçar Jadson após um dos gols do camisa 10

    Em primeira vitória do Corinthians no ano, Jadson e recém-contratados 'estouram'; Kazim destoa

    ver detalhes
  • Kazim deve ser poupado em jogo da próxima quarta-feira

    Carille 'esquece' clássico, mas indica mudanças no Corinthians para quarta; Kazim deve ser poupado

    ver detalhes
  • Confira os gols da goleada do Corinthians contra o São Caetano

    VÍDEO: Confira os gols da goleada do Corinthians contra o São Caetano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes