Candidato à presidência do Corinthians vai à Justiça pelo afastamento de Roberto de Andrade

Candidato à presidência do Corinthians vai à Justiça pelo afastamento de Roberto de Andrade

Por Meu Timão

2.9 mil visualizações 58 comentários Comunicar erro

Roberto de Andrade volta a ser pressionado na cadeira da presidência corinthiana

Roberto de Andrade volta a ser pressionado na cadeira da presidência corinthiana

Foto: Rodrigo Vessoni/Meu Timão

O presidente Roberto de Andrade deve enfrentar ao menos uma senhora dor de cabeça nesta reta final de mandato no Corinthians. Isso porque o conselheiro Romeu Tuma Júnior, que se candidatou recentemente à corrida eleitoral do clube de 2018, entrou na Justiça pedindo o afastamento do atual mandatário.

De acordo com reportagem publicada nesta terça-feira pelo portal GloboEsporte.com, Romeu abriu um processo cujo foco é a anulação de votação do Conselho realizada no último mês de abril - tal pleito foi o responsável pela aprovação das contas de 2016 e do orçamento de 2017. O afastamento de Roberto de Andrade, por sua vez, seria medida preventiva para evitar influência do presidente nas investigações internas do Corinthians.

Leia também: Corinthians apresenta resultados de auditoria da Arena a conselheiros; mais de R$ 150 mi em pauta

"Houve uma série de irregularidades e ilegalidades. O parecer lido na reunião não foi o mesmo publicado no jornal, as contas não foram publicadas no site oficial até o último dia de abril, os votos não foram apresentados nominalmente na ata do encontro... São vários erros. Já o pedido de afastamento é temporário, para que o presidente não exerça influência sobre os conselheiros. Lá os caras votam como ele manda", acusou Romeu.

O caso está sendo analisado na 5ª Vara Cível do Foro Regional Tatuapé. Romeu havia pedido que o caso fosse julgado com urgência, mas tal liminar foi negada pela juíza Márcia Cardoso.

Ainda de acordo com o portal, Roberto de Andrade tem até o próximo mês de outubro para apresentar sua defesa na Justiça. O presidente, vale lembrar, encerra o mandato em fevereiro de 2018.

Em tempo: nas eleições agendadas para o início do ano que vem, além de Romeu Tuma Júnior, também devem concorrer à presidência no Parque São Jorge os seguintes conselheiros: Antonio Roque Citadini, Andrés Sanchez, Osmar Stabile e Fernando Alba.

Veja mais em: Roberto de Andrade, Diretoria do Corinthians, Parque São Jorge e Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Pedrinho comemora gol da classificação corinthiana à decisão da Copa do Brasil, diante do Flamengo

    Corinthians deve receber oferta de europeu por Pedrinho, diz agente

    ver detalhes
  • Timão fez o dever de casa e está na semi da Liga Paulista de Futsal

    Copeiro, Corinthians vence na prorrogação e vai à semifinal da Liga Paulista de Futsal

    ver detalhes
  • 'Quase herói' contra Cruzeiro, Pedrinho pode ganhar chance como titular diante do Vitória

    Corinthians se reapresenta com reservas e pode ter três mudanças para jogo contra Vitória

    ver detalhes
  • Will Dantas (à dir.) ao lado de Pedrinho, jogador do Corinthians

    Agente volta atrás e nega divergência com Corinthians sobre Pedrinho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes