Ex-Corinthians, zagueiro do Coritiba projeta duelo em Itaquera: 'Não é nenhum bicho de sete cabeças'

Ex-Corinthians, zagueiro do Coritiba projeta duelo em Itaquera: 'Não é nenhum bicho de sete cabeças'

Por Meu Timão

Ex-Corinthians, zagueiro Cleber Reis está no Coritiba

Ex-Corinthians, zagueiro Cleber Reis está no Coritiba

Foto: Divulgação

Cleber Reis, titular da zaga do Coritiba, concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira e projetou o duelo com o Corinthians, no próximo dia 11, na Arena. Apesar de reconhecer as dificuldades que serão enfrentadas diante do líder do Brasileirão, o defensor garantiu que é possível voltar a Curitiba com os três pontos na bagagem.

"É o momento, sim. Já deveria ter acontecido antes (vencer fora de casa), jogamos bem, mas sem os resultados. É o momento, o Corinthians não é um bicho de sete cabeças. É um grande clube, a gente respeita, mas chegou a hora de colocar a cabeça no lugar, e buscar o resultado", afirmou o defensor. "Trazer um ponto de lá pode fazer diferença, pontuar é sempre importante", completou.

Cleber retorna à Arena Corinthians depois de ter sido considerado culpado pela derrota do Santos, no Paulistão. Na ocasião, após cruzamento de Arana, o zagueiro não subiu no lance, deixando Jô cabecear e fazer o gol da vitória do Timão - seria emprestado para o Coritiba meses depois.

"Temos de jogar pelo Coxa, tirar o clube dessa situação ruim. Não importa quem seja o adversário", afirmou o zagueiro do penúltimo colocado do Brasileirão.

Cleber marcando Renato Augusto no CT do Timão, em agosto de 2014

Cleber marcando Renato Augusto no CT do Timão, em agosto de 2014

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Por fim, Cleber falou sobre mais um reencontro com seu ex-clube. O defensor atuou no Corinthians em 2014, por apenas 31 jogos (fez três gols). Contratado da Ponte Preta, o jogador deixou o Parque São Jorge poucos meses depois para atuar no Hamburgo. Naquela ocasião, o zagueiro foi embora sem que o clube alemão precisasse desembolsar nada ao Timão.

"Tive uma passagem muito boa pelo Corinthians, fui muito feliz lá dentro. Sei bem como o time joga, como é forte lá e a torcida apoia e incentiva o tempo todo. O segundo turno não foi tão esperado como eles queriam. O mais importante para nós é saber jogar e fazer com que a torcida jogue contra eles. Se a torcida pressionar, isso vai abalar um pouco eles e para nós isso será positivo”, afirmou o defensor, que completou.

"O Corinthians joga sempre do mesmo jeito, já atuei lá: a tática é a mesma. Vamos com respeito ao Corinthians, mas inspirando em nós mesmos. É preciso sempre pensar positivo, vamos sair dessa situação", finalizou.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Jô e Jadson voltaram a treinar no campo nesta quinta-feira

    Treino do Corinthians tem retornos, academia lotada e possível trote de despedida

    ver detalhes
  • Corinthians relembrou os dois títulos conquistados em 2017

    Nas redes sociais, Corinthians relembra dois títulos no ano e provoca antis

    ver detalhes
  • Meia cumpriria função que Carille deseja no Corinthians

    Segundo portal, Andrés negocia possível ida de Gustavo Scarpa ao Corinthians; candidato nega

    ver detalhes
  • Jadson viveu temporada de altos e baixos no Corinthians

    Negativa de Jadson a proposta da China lhe rendeu promessa de renovação no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes