Carille ignora pendurados para o Dérbi, pede foco na Ponte Preta e torce por boa arbitragem

Carille ignora pendurados para o Dérbi, pede foco na Ponte Preta e torce por boa arbitragem

Por Meu Timão

1.8 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Técnico segue pregando pensamento jogo a jogo no Corinthians

Técnico segue pregando pensamento jogo a jogo no Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O próximo compromisso do Corinthians é em Campinas, contra a Ponte Preta, neste domingo, às 17h. O torcedor alvinegro, no entanto, não consegue deixar de pensar no Dérbi, marcado para o dia 5, na Arena. Sendo assim, preocupa o alto número de atletas que entram em campo pendurados no Moisés Lucarelli - são oito. O técnico Fábio Carille, por sua vez, prefere ignorar os riscos e igualar o peso das partidas.

"Quem trabalha jogo a jogo, pensa no próximo jogo. Não adianta deixar de fazer uma falta técnica merecedora de cartão amarelo. Depois trabalhamos o time para o jogo contra o Palmeiras. Em pontos corridos, todos os jogos são decisivos. Estamos com essa vantagem porque fomos decisivos", disse o comandante, em coletiva concedida após o treino desta sexta-feira.

Leia também:
Às vésperas do Dérbi, Tour da Arena tem sessão de fotos e autógrafos com Edílson Capetinha
Dérbi Sub-20: Corinthians inicia venda de ingressos para não-sócios nesta sexta-feira

Do time titular do Timão, os jogadores pendurados são Cássio, Pablo, Balbuena, Gabriel, Rodriguinho, Jadson e Jô. No banco, Camacho também pode ficar fora do duelo contra o Palmeiras caso seja advertido com cartão.

Mesmo com a tranquilidade quanto aos pendurados, Carille não esconde a preocupação coma arbitragem. Conhecedor da equipe adversária, o treinador corinthiano prevê jogo tenso e torce para não acontecerem erros como o da última segunda, quando Jô foi derrubado e teve pênalti ignorado pelo juiz da partida contra o Botafogo.

"Estaremos com emocional controlado. Não sei quem joga, mas tem Rodrigo, Wendel, Sheik, jogadores vencedores. Vai ser jogo de provocação, que o árbitro tenha luz e sabedoria para conduzir o jogo. Tem reclamações e reclamações. Não dá para entender o pênalti no Jô, tem árbitros atrás do gol que não dizem nada. É controlar o emocional", afirmou.

Leia também: CBF escala arbitragem paulista para duelo entre Corinthians e Ponte Preta

Além das dificuldades que esperam o Timão, o estádio Moisés Lucarelli é palco de boas lembranças para Fábio Carille e seus comandados. No início deste ano, a equipe bateu a Ponte Preta no palco da partida deste domingo por 3 a 0. A vitória encaminhou o título do Campeonato Paulista para o Corinthians, que só empatou a volta, em Itaquera, e ergueu a taça. Os jogos, no entanto, são bem diferentes, como afirma o técnico.

"Não tem semelhança. É outro jogo, outra história, chegamos numa condição de líder, eles em condição de rebaixamento. Era o primeiro jogo de uma final. Agora é outro campeonato e outra forma de disputa", pontuou.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Corinthians de Fábio Carille deve chegar reforçado para temporada de 2019

    Retorno de Carille turbina padrão do Corinthians no mercado da bola; veja listas e compare

    ver detalhes
  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes