Corinthians tem o pior ataque do segundo turno do BR-17; veja o longo jejum dos atacantes

2.2 mil visualizações 60 comentários

Por Meu Timão

Rodriguinho não fez gol no segundo turno, como quase todos companheiros

Rodriguinho não fez gol no segundo turno, como quase todos companheiros

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A 31ª rodada colocou o Corinthians no ingrato posto de pior ataque do segundo turno do Campeonato Brasileiro, com apenas oito gols marcados em 12 jogos. Neste final de semana, saíram os gols dos times que estavam atrás do Timão que, por sua vez, voltou a passar em branco - desta vez, contra a Ponte Preta, em Campinas.

O Sport fez três no Coritiba, chegando a nove. O Coxa, por sua vez, fez quatro no rival pernambucano, chegando aos onze, Até o Grêmio, que também só tinha oito, fez dois no Avaí com seus reservas, chegando aos dez gols. Isso sem falar em quem já estava, como Bahia (16), Atlético-GO (13), Avaí (12) e Chapecoense (12). Todos, agora, estão à frente do Corinthians.

E não é para menos. O jejum dos homens ofensivos utilizados por Carille é espantoso. Giovanni Augusto completou um ano e um dia sem fazer gol. Romero, que joga com muito mais frequência que o meia, está há quatro meses e 19 dias. Marquinhos Gabriel é outro que passou dos quatro meses. Jadson e Pedrinho estão na casa dos três meses. Rodriguinho, quase três - veja abaixo.

Os oito gols do Corinthians no returno foram marcados por Jô e Clayson, com quatro cada um. Se não fosse essa dupla, a situação do sistema ofensivo do Timão estaria ainda pior. Se é que é possível ser pior do que o último colocado entre os melhores ataques...

Os piores ataques do segundo turno do BR-17

Corinthians - 8 gols

Sport - 9

Grêmio e Vasco - 10

Coritiba, Santos, Fluminense e Ponte - 11

Chapecoense e Avaí - 12

Atlético-GO e Flamengo - 13

Jejum de gols dos homens ofensivos do Corinthians

Giovanni Augusto - 1 ano e 1 dia (Chapecoense, 29 de outubro de 2016)

Romero - 4 meses e 19 dias (São Paulo, 11 de junho)

Marquinhos Gabriel - 4 meses e 8 dias (Bahia, 22 de junho)

Jadson - 3 meses e 18 dias (Palmeiras, 12 de julho)

Pedrinho - 3 meses e 3 dias (Patriotas-COL, 27 de julho)

Rodriguinho - 2 meses e 25 dias (Sport, 5 de agosto)

Jô - 7 dias (Botafogo, no último jogo)

Clayson - 19 dias (Coritiba, 11 de outubro)

Veja mais em: Fábio Carille, Campeonato Brasileiro, Romero, , Clayson, Jadson e Rodriguinho.

Veja Mais:

  • Cássio tira a bola dos pés de adversário na partida contra o Fortaleza

    Fiel elege Cássio e Jô como os melhores do Corinthians contra o Fortaleza; meia é o pior

    ver detalhes
  • Corinthians tenta manter liderança do Brasileirão Sub-20 em duelo com São Paulo

    Corinthians visita São Paulo para manter liderança no Brasileirão Sub-20; saiba tudo

    ver detalhes
  • Fagner em ação na partida contra o Fortaleza, no Castelão

    Corinthians encontra problemas na criação e fica apenas no empate com o Fortaleza

    ver detalhes
  • Mario Boselli continua treinando no CT Joaquim Grava

    Mancini explica ausência de Boselli e deixa no ar possibilidade de ainda utilizá-lo no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians segue em busca de se consolidar na parte de cima do Brasileirão

    Corinthians ganha posição e se distancia da zona de rebaixamento do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Victor Cantillo em ação na partida contra o Fortaleza

    Fiel questiona escolhas de Mancini e se revolta contra arbitragem no Castelão; veja repercussão

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: