Campeão da Libertadores, técnico do Corinthians vê futebol feminino em desenvolvimento no Brasil

Campeão da Libertadores, técnico do Corinthians vê futebol feminino em desenvolvimento no Brasil

Por Meu Timão

1.2 mil visualizações 13 comentários Comunicar erro

Sob o comando de Arthur Elias, o Timão faturou o título inédito da Libetadores

Sob o comando de Arthur Elias, o Timão faturou o título inédito da Libetadores

Foto: Divulgação/Corinthians/Audax

Campeão da Libertadores com o Corinthians/Audax, o técnico Arthur Elias conquistou a América de forma inédita e invicta há menos de um mês. O comandante, na função há mais de dez anos e vivendo um dos melhores momentos de sua carreira, vê com otimismo o cenário do futebol feminino no Brasil. Antes pouco expressiva, o corinthiano afirmou que a modalidade passa pelo seu melhor momento no que diz respeito a desenvolvimento.

No meu ponto de vista, o futebol feminino vem se desenvolvendo e de uma forma muito mais consistente, com alicerces maiores do que em outros momentos. Agora tem se pensado em diretrizes maiores, desde a FIFA, até internamente, com regras que são de incentivo à modalidade. Precisamos ainda regulamentar tudo isso, não ter apenas a obrigatoriedade do futebol feminino, mas também saber como fazer”, assegurou.

Arthur, que, em duas temporadas faturou dois títulos nacionais e um continental, comentou o primeiro troféu da Libertadores levantado pelas jogadoras do Timão. Vale ressaltar que, pouco depois do triunfo, os jogadores do Corinthians, Cássio, Danilo e até o técnico Fábio Carille mandaram mensagens congratulando as atletas.

Leia também:
Probabilidade de título do Corinthians beira 100%; só um adversário segue vivo
Rapper do Racionais vai ao CT do Corinthians e tira foto com jogadores
Feliz pela confiança, Kazim valoriza presença de volante para elenco alvinegro: 'Muito importante'

Essa é uma conquista enorme, gigantesca, para o clube e, especialmente, para o nosso grupo de jogadoras, comissão técnica e diretoria, que nos apoiou, acreditou. Pela dimensão que tem, por ser um título continental, de expressão e que desperta o interesse do torcedor. Trazer uma Libertadores Feminina para o Corinthians foi um orgulho muito grande para todos nós e ficará marcado em nossas vidas”, afirmou Arthur Elias.

O comandante do Corinthians/Audax aproveitou para comentar sobre a convivência com as meninas enquanto a competição continental era disputada, no Paraguai. Segundo o treinador, a alegria foi um elemento importante, que repercutiu dentro das quatro linhas.

"Foi uma convivência muito harmoniosa e alegre. No futebol, precisamos trabalhar com alegria. Naquele momento, vi o grupo muito alegre, contente, todas juntas e isso foi muito importante, inclusive dentro do campo. Todo pré-jogo, vestiário, conseguíamos ver todas comprometidas com o que pedíamos e trenávamos”, finalizou.

A equipe do Parque São Jorge encerrou a temporada com números impressionantes; média de três gols por partida, totalizando 75% de aproveitamento nos pontos assegurados em 2017. Nos 47 jogos que disputaram, as corinthianas balançaram as redes 149 vezes, sendo vazadas em apenas 23 oportunidades.

Veja mais em: Futebol feminino.

Veja Mais:

  • Clayson, assim como Felipe Melo, foi punido pelo TJD nesta segunda-feira

    Corinthiano Clayson leva gancho de quatro jogos por confusão com Felipe Melo, do Palmeiras

    ver detalhes
  • Juiz voltou atrás após marcar pênalti de Ralf, que tocou só bola

    Tribunal arquiva inquérito que apurava possível interferência externa em Corinthians x Palmeiras

    ver detalhes
  • Lateral-esquerdo Carlos foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20

    Lateral do Corinthians é convocado para treinos com a Seleção Brasileira Sub-20

    ver detalhes
  • O atacante Emerson Sheik voltou a campo no CT Joaquim Grava nesta segunda-feira

    Com retorno de Sheik, Corinthians se reapresenta no CT após goleada no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes