Campeão da Libertadores, técnico do Corinthians vê futebol feminino em desenvolvimento no Brasil

Campeão da Libertadores, técnico do Corinthians vê futebol feminino em desenvolvimento no Brasil

Por Meu Timão

Sob o comando de Arthur Elias, o Timão faturou o título inédito da Libetadores

Sob o comando de Arthur Elias, o Timão faturou o título inédito da Libetadores

Foto: Divulgação/Corinthians/Audax

Campeão da Libertadores com o Corinthians/Audax, o técnico Arthur Elias conquistou a América de forma inédita e invicta há menos de um mês. O comandante, na função há mais de dez anos e vivendo um dos melhores momentos de sua carreira, vê com otimismo o cenário do futebol feminino no Brasil. Antes pouco expressiva, o corinthiano afirmou que a modalidade passa pelo seu melhor momento no que diz respeito a desenvolvimento.

No meu ponto de vista, o futebol feminino vem se desenvolvendo e de uma forma muito mais consistente, com alicerces maiores do que em outros momentos. Agora tem se pensado em diretrizes maiores, desde a FIFA, até internamente, com regras que são de incentivo à modalidade. Precisamos ainda regulamentar tudo isso, não ter apenas a obrigatoriedade do futebol feminino, mas também saber como fazer”, assegurou.

Arthur, que, em duas temporadas faturou dois títulos nacionais e um continental, comentou o primeiro troféu da Libertadores levantado pelas jogadoras do Timão. Vale ressaltar que, pouco depois do triunfo, os jogadores do Corinthians, Cássio, Danilo e até o técnico Fábio Carille mandaram mensagens congratulando as atletas.

Leia também:
Probabilidade de título do Corinthians beira 100%; só um adversário segue vivo
Rapper do Racionais vai ao CT do Corinthians e tira foto com jogadores
Feliz pela confiança, Kazim valoriza presença de volante para elenco alvinegro: 'Muito importante'

Essa é uma conquista enorme, gigantesca, para o clube e, especialmente, para o nosso grupo de jogadoras, comissão técnica e diretoria, que nos apoiou, acreditou. Pela dimensão que tem, por ser um título continental, de expressão e que desperta o interesse do torcedor. Trazer uma Libertadores Feminina para o Corinthians foi um orgulho muito grande para todos nós e ficará marcado em nossas vidas”, afirmou Arthur Elias.

O comandante do Corinthians/Audax aproveitou para comentar sobre a convivência com as meninas enquanto a competição continental era disputada, no Paraguai. Segundo o treinador, a alegria foi um elemento importante, que repercutiu dentro das quatro linhas.

"Foi uma convivência muito harmoniosa e alegre. No futebol, precisamos trabalhar com alegria. Naquele momento, vi o grupo muito alegre, contente, todas juntas e isso foi muito importante, inclusive dentro do campo. Todo pré-jogo, vestiário, conseguíamos ver todas comprometidas com o que pedíamos e trenávamos”, finalizou.

A equipe do Parque São Jorge encerrou a temporada com números impressionantes; média de três gols por partida, totalizando 75% de aproveitamento nos pontos assegurados em 2017. Nos 47 jogos que disputaram, as corinthianas balançaram as redes 149 vezes, sendo vazadas em apenas 23 oportunidades.

Veja mais em: Futebol feminino.

Veja Mais:

  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Carille deve ajudar Jô na missão do atacante pela artilharia

    Reta final do Corinthians terá titulares contra Flamengo e Atlético-MG e reservas diante do Sport

    ver detalhes
  • Sem 'canetadas', Corinthians é maior campeão nacional com sete títulos brasileiros

    'Corinthians é o maior campeão brasileiro', diz historiador palmeirense da USP

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade vê Arana como atleta mais perto a deixar Timão

    Roberto de Andrade fala em 'esfriamento', mas admite conversas pela venda de Arana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes