Feliz pela confiança, Kazim valoriza presença de volante para elenco alvinegro: 'Muito importante'

Feliz pela confiança, Kazim valoriza presença de volante para elenco alvinegro: 'Muito importante'

Por Meu Timão

Atacante e volante são grandes aliados de Carille para manter o clima nos vestiários

Atacante e volante são grandes aliados de Carille para manter o clima nos vestiários

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A caminhada foi longa, mas falta apenas uma vitória para o Corinthians garantir seu sétimo título brasileiro. A campanha até aqui, obviamente, tem nos méritos técnicos e táticos seus principais motivos. No entanto, é inegável que o clima do grupo teve enorme influência nos resultados dentro de campo. Para manter a união, alguns nomes questionados pela torcida são importantes. Kazim, herói da última partida, é um deles. O turco, porém, dividiu os méritos com outros companheiros.

"Não é só eu que tenho carisma no vestiário. Acho que é porque eu falo mais na frente de vocês, tem o Fellipe Bastos também que é muito importante. Ele grita, fala do objetivo, fala 'vamos'. Walter também. Tem muitos jogadores na reserva que falam isso, assim como titulares. Isso faz a diferença. Futebol não é só jogo. Todo brasileiro pode jogar futebol, mas é preciso o mental também", valorizou o camisa 18, em coletiva concedida após o treino desta segunda-feira.

Leia também:
Corinthians se reapresenta com reservas e titular 'solitário'; escalação para quarta terá mudanças
Sonhando com título, Kazim fala de sensação no gol e agradece torcida do Corinthians: 'Mais leve'

O clima positivo no vestiário, inclusive, ajudou o turco a decidir a partida contra o Avaí. Com poucas oportunidades na temporada, Kazim não esconde que sentiu a falta de ritmo, mas explica que foi a confiança do elenco que lhe deixou motivado e concentrado para corresponder dentro de campo.

"Sinto muito (a falta de ritmo), mas meus amigos me dão confiança, essa é a diferença. Eles falam: "Kazim, sua hora vai chegar". Essa é a diferença. Nos primeiros 20 minutos, eu não tenho muito ritmo, precisa de aquecimento. Depois eu fiz um-dois com o Fagner e me senti bem. A torcida ficou do meu lado e depois é o que Deus quiser. Não penso muito em fazer gol, pensei mais nos três pontos. O jogo era importante", explica.

Veja mais em: Kazim, Campeonato Brasileiro e Fellipe Bastos.

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    VÍDEO: Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes