Feliz por eficiência do elenco, Flávio Adauto valoriza gestão sem problemas no Corinthians

1.8 mil visualizações 33 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Após conquista, dirigente respondeu perguntas da a imprensa na zona mista da Arena

Após conquista, dirigente respondeu perguntas da a imprensa na zona mista da Arena

Larissa Lima/Meu Timão

Apresentado em outubro de 2016, Flávio Adauto chegou ao seu segundo título com pouco mais de um ano como diretor de futebol alvinegro. Diante deste cenário, o sentimento não podia ser outro. Satisfeito por contornar as dificuldades, o dirigente não se arrepende de nada e garante que a forma com que se relacionou com todos do clube foi o segredo para a temporada sem grandes problemas.

"Diziam que era tão complicado, que você tem que entender do vestiário. Eu sempre repito, precisamos entender de pessoas. Não tivemos problemas, um com o Cristian e uma lá com o Willians no comecinho, nada mais. Um grupo concentrado, aplicado. Então, não vejo momento difícil. Lembraram lá o caso do Drogba, mas no primeiro momento eu disse que era conversa fiada, marquei minha posição e era mesmo", disse Adauto, na zona mista da Arena Corinthians.

"A gente não se arrepende de nada do que foi feito, estamos felizes, sabe que fizemos um bom trabalho. Com elenco reduzido, recurso limitados e você ter todos os salários em dia, acho que está legal", completou.

Leia também:
Campeão, Carille lembra críticas, desabafa, mas diz que Corinthians tem último objetivo
Carille leva banho de cerveja de jogadores e até dirigentes do Corinthians em coletiva
Gabriel diz que vencer no Corinthians é melhor que no Palmeiras: 'Maloqueiro do bando de loucos'

A utilização de poucas peças do elenco foi, para o diretor, o grande motivo pelo segundo turno de oscilações. Baseado em um levantamento feito pelo clube, Flávio Adauto apontou a diferença de minutos jogados pelos atletas alvinegros em comparação com a média dos outros 19 clubes da primeira divisão.

"É um elenco reduzido. Se pegarmos a média, jogador do Corinthians atuaram mais de cinco mil minutos, a média no futebol brasileiro é 2.5 mil, três mil. A gente jogou, praticamente, com 15 jogadores. Então, isso pesa. Vem o desgaste, que foi visto no início do segundo turno. Mas agora passou", concluiu.

Veja mais em: Flávio Adauto e Heptacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu de virada para o Cruzeiro na noite deste sábado

    Com nova derrota, Corinthians pode terminar rodada fora do G6 do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Fábio Carille foi expulso por conta de reclamação para o árbitro e irá perder o próximo jogo do Corinthians

    Corinthians sofre com pendurados e expulsão de Carille e terá desfalque triplo diante do Santos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: