'Corinthians é o maior campeão brasileiro', diz historiador palmeirense da USP

'Corinthians é o maior campeão brasileiro', diz historiador palmeirense da USP

Por Meu Timão

303 mil visualizações 146 comentários Comunicar erro

Sem 'canetadas', Corinthians é maior campeão nacional com sete títulos brasileiros

Sem 'canetadas', Corinthians é maior campeão nacional com sete títulos brasileiros

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O heptacampeonato brasileiro do Timão gerou um debate para lá de polêmico entre jornalistas e torcedores espalhados Brasil afora: afinal de contas, quem é o maior campeão nacional? Corinthians ou Palmeiras?

A discussão parece estar próxima do fim. Ao menos se levados em consideração os argumentos utilizados por Flavio de Campos, professor de história da Universidade de São Paulo (USP), coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens) e torcedor declarado do Palmeiras.

"O Corinthians é o maior campeão brasileiro porque é o mesmo campeonato disputado desde 1971. Antes disso, temos outros títulos que são importantes e importantíssimos para a formação do futebol brasileiro. Mas a unificação (feita pela CBF) equiparou títulos de natureza diferentes. Em uma reflexão mais ponderada, não faz sentido" declarou Campos, em entrevista concedida ao portal R7, site da emissora de televisão Record.

Leia também: Comentaristas da ESPN do México idolatram Corinthians: 'El equipo más grande del mundo'

A lambança histórica é a seguinte: em dezembro de 2010, o então presidente da CBF Ricardo Teixeira acatou um dossiê de clubes que pedia a unificação dos títulos nacionais de 1959 a 1970. Assim, os campeões da Taça Brasil e da Taça de Prata se juntaram "por fax" aos vencedores do Campeonato Brasileiro - criado em 1971.

Os clubes que arquitetaram o dossiê foram aqueles que seriam beneficiados com a unificação: Palmeiras, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Bahia e Botafogo. No caso das equipes paulistas, respectivamente, foram acrescentados quatro e seis títulos a seus currículos.

Assim, há quem diga que o Palmeiras tem nove títulos nacionais - e o Santos, oito. No entanto, Campos explica se tratar de um erro "anacrônico" tal análise:

"Não dá para comparar (as competições). Tem que existir categorias históricas diferentes para não se cometer anacronismos (...) O Corinthians conseguiu mais títulos do Campeonato Brasileiro. Qualquer formulação além desta tem uma carga simbólica que alimenta esse tipo de polêmica", comentou.

"Manipula-se a história com critérios duvidosos e, muitas vezes, anacrônicos para dizer que este ou aquele clube é o melhor da história", completou.

Vale ainda destacar ao menos mais uma declaração no mínimo interessante de Campos em sua entrevista concedida ao R7. O historiador levanta a bola para um debate ainda mais profundo: afinal de contas, o Brasileirão é mesmo um torneio "nacional"? Na edição de 2017, por exemplo, com exceção de Sport, Vitória, Bahia e Atlético-GO, todas as demais 16 equipes são apenas das regiões Sul e Sudeste.

"Nenhuma das disputas é verdadeiramente nacional. A própria Série A (primeira divisão do Campeonato Brasileiro) é um torneio do Sul e do Sudeste, com alguns clubes do Nordeste e eventualmente do Centro-Oeste", opinou.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Heptacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians e Millonarios voltam a se enfrentar nesta quinta-feira

    Só um canal de TV transmite jogo entre Corinthians e Millonarios pela Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians de Loss joga nesta quinta; Jadson é o artilheiro do Timão na Libertadores

    Corinthians de Loss enfrenta Millonarios e mira vantagens no mata-mata da Libertadores

    ver detalhes
  • Guerrero deixou Corinthians com 130 partidas e 54 marcados

    Corinthians publica texto em homenagem a Paolo Guerrero

    ver detalhes
  • Ronaldo Fenômeno explica, na China, que o Palmeiras não tem mundial

    VÍDEO: Ronaldo Fenômeno explica, na China, que o Palmeiras não tem mundial

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes