Há dois anos, Corinthians garantia hexa do Brasileirão com empate no Rio de Janeiro

Há dois anos, Corinthians garantia hexa do Brasileirão com empate no Rio de Janeiro

Por Meu Timão

Vágner Love foi quem marcou no empate decisivo para sagrar o título do Corinthians

Vágner Love foi quem marcou no empate decisivo para sagrar o título do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Para o torcedor do Corinthians, a semana foi tomada pelas comemorações do heptacampeonato garantido nesta quarta-feira, após vitória de 3 a 1 contra o Fluminense, em Itaquera. Mesmo com o novo título, é difícil esquecer o hexa, conquistado em 2015. Neste domingo, o jogo contra o Vasco, em São Januário, que sagrou o Timão campeão completa dois anos.

Mesmo com o alto nível do time comandado por Tite, o confronto contra os cariocas foi o alívio de uma campanha recheada de percalços. A temporada, que marcou o retorno de Adenor, começou cercada de desconfiança. O bom futebol apresentado na Libertadores, no entanto, enchia a Fiel de esperança. Esperança essa que logo desapareceu com a eliminação para o Guarani, do Paraguai. Antes disso, a equipe foi eliminada na semifinal do Paulistão pelo rival Palmeiras, em casa. Sendo assim, era improvável imaginar uma conquista tão expressiva ao fim daquele ano.

Leia também:
Camacho elege partida mais marcante do hepta do Corinthians
Feliz no Atlético-MG, Elias diz que pode retornar ao Corinthians 'mais pra frente'
Balbuena pode atingir 100 jogos pelo Corinthians após cumprir suspensão em 'jogo título'

Aos poucos, porém, o time foi se encaixando e, em questão de meses, desempenhava um futebol convincente e muito apoiado no alto desempenho de seu setor de criação. Crescendo cada vez mais, o time foi chegando no líder e badalado Atlético Mineiro. O cartão de visita de que brigaria pelo título veio justamente na primeira vitória contra os mineiros, por 1 a 0, na Arena Corinthians.

A partir daí, se viu um outro Timão. Eficiente, vistoso e fatal, o time comandado por Tite empilhou bons resultados, coroados, sobretudo, por mais uma vitória contra o Atlético Mineiro, dessa vez no Estádio Independência, por sonoros 3 a 0. Construindo uma boa vantagem para o vice, o Corinthians garantiu o título duas rodadas depois. Em São Januário, Vágner Love marcou o gol do empate alvinegro no 1 a 1 contra o Vasco. Foi o suficiente para, naquela dia 19 de novembro, garantir o hexacampeonato corinthiano.

Mas não bastava o título acompanhado do melhor ataque, melhor defesa, melhor saldo de gols, melhor campanha da história dos pontos corridos, melhor mandante e melhor visitante. O Corinthians queria mais e, três dias depois do empate no Rio de Janeiro, deu uma festa em Itaquera para receber a taça. O convidado foi o São Paulo, que acabou sofrendo uma goleada de 6 a 1 dos comandados de Adenor, fechando o campeonato da melhor forma possível. Inesquecível.

Exatos dois anos após a conquistada recheada de marcas, o Corinthians pode garantir mais um recorde para a campanha no Brasileirão de 2017. Caso vença o Flamengo, no Estádio Luso-Brasileiro, o Timão igualará o feito do Cruzeiro de 2013, que foi a única equipe campeã a bater os 19 adversários da competição em uma conquista.

Veja mais em: Títulos do Corinthians, Jogos Históricos e História do Corinthians.

Veja Mais:

  • Monster Jam agitou Itaquera nesse sábado

    Primeiro Monster Jam no Brasil leva mais de 30 mil pessoas à Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Crislan pertence ao Braga, mas jogou no Vegalta Sendai por empréstimo

    Em alta no Japão, atacante despista sobre sondagem do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Em meio à Fiel, Carille ergue a taça do hepta

    Como ganhar na loteria! 'Campeão de tudo' em 2018 levará R$ 144 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes