Com verde proibido em casa, Camacho fala sobre renovação: 'Dou a vida para não sair nunca mais'

2.1 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Camacho vibrou muito com a vitória sobre o Palmeiras

Camacho vibrou muito com a vitória sobre o Palmeiras

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos nomes mais utilizados por Carille na temporada, Camacho ganhou a titularidade na reta final do Brasileirão e foi importante para a conquista do hepta. Entrando ou atuando desde o início das partidas, o que se notava era uma vontade grande de mostrar serviço com a camisa do Corinthians. Após a partida contra o Palmeiras, quando ganhou a vaga de Maycon, a esposa do jogador revelou uma proibição de roupas verdes pelo volante. Agora campeão, ele confirmou a "regra".

"Isso era em dia de jogo que a gente estava tendo que torcer contra. Meu filho estava de verde, mas falei: "Tira isso aí!". Não dá, a gente estava secando o Palmeiras e no final deu certo. O empate deles contra o Cruzeiro foi importante para a gente ter tranquilidade no clássico. Depois disso, verde nunca mais lá em casa", disse o jogador, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Leia também:
Adauto se anima com chance de mais treinos abertos na Arena: 'Talvez antes do próximo jogo'
Camacho elege partida mais marcante do hepta do Corinthians

O bom rendimento em grande parte das vezes que foi exigido lhe rendeu muita confiança de Carille e da diretoria. O resultado dessa confiança é a renovação do seu contrato, que segundo os próprios dirigentes do Timão está bem próxima. Com isso, o contrato do camisa 29, que vai até julho de 2019, deve ser estendido em breve. Fato muito comemorado por ele.

"Estou ansioso para que saia essa renovação. Quero ficar aqui o máximo de tempo possível. Vim de um time pequeno (Audax) e em todo treino dou a vida para não sair daqui nunca mais", afirmou.

Apesar da parcela importante nas conquistas e de terminar a temporada em alta, o ano de 2017 não foi só de alegrias para o volante alvinegro. Em fevereiro deste ano, o jogador teve de lidar com a morte de seu pai, envolvido em um acidente com elevador particular.

"Foi um ano difícil, mas profissionalmente muito bom pelos dois títulos, entrando em quase todos os jogos do ano e, agora no fim, virando titular. Tive que ter cabeça, tive que estar preparado para não deixar a peteca cair. Minha família e meu grupo me ajudaram muito. No final deu tudo certo, estamos aliviados com esse título que, por um momento, falaram que não ia mais ser nosso", concluiu.

Veja mais em: Camacho e Heptacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu de virada para o Cruzeiro na noite deste sábado

    Com nova derrota, Corinthians pode terminar rodada fora do G6 do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Fábio Carille foi expulso por conta de reclamação para o árbitro e irá perder o próximo jogo do Corinthians

    Corinthians sofre com pendurados e expulsão de Carille e terá desfalque triplo diante do Santos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: