Candidato à presidência do Corinthians faz promessa: base só terá jogadores 100% do clube

Candidato à presidência do Corinthians faz promessa: base só terá jogadores 100% do clube

Por Meu Timão

Citadini é um dos candidatos à presidência do Corinthians

Citadini é um dos candidatos à presidência do Corinthians

Foto: Larissa Lima/Meu Timão

Candidato de oposição à presidência do Corinthians, Antonio Roque Citadini afirmou ter a intenção de contratar jogadores para as categorias de base do clube sob a seguinte condição: os jovens deverão ter 100% de seus direitos econômicos vinculados ao Timão.

Em participação no programa Baita Amigos, da Bandsports, Citadini disse que, se eleito, colocará a promessa em prática. “Temos o problema da categoria de base que eu sou claro nisso: ela só funciona se o jogador for 100% do Corinthians. Se não for, não tenho interesse”, afirmou Antonio Roque Citadini, antes de reiterar o compromisso.

Leia também:
Com promessa sobre Arena, Andrés Sanchez anuncia candidatura à presidência do Corinthians
Mais um candidato é confirmado nas eleições para presidente do Corinthians em 2018

“Mas lógico! Anota aí: todo jogador que entrar no Corinthians é do Corinthians. Se não quiser, vai pra Portuguesa, vai pro Juventus, vai pra qualquer outro time”.

Desde maio de 2015, terceiros (pessoas físicas e jurídicas) estão proibidos pela Fifa de deter participação nos direitos econômicos de jogadores de futebol. Esta medida, porém, segue válida para transações entre clubes – as equipes seguem contratando atletas “fatiados”. O contrato profissional pode ser firmado por garotos a partir dos 16 anos.

Não tem o menor sentido nós revelarmos jogadores e, quando eles vão para o principal, você descobre que o Corinthians tem 10%, 20%, 5%...”, questionou o candidato.

Leia também:
Stabile abre mão de candidatura na eleição presidencial do Corinthians e se junta a Citadini
Com promessa sobre Arena, Andrés Sanchez anuncia candidatura à presidência do Corinthians

Vice-presidente do Corinthians entre 2001 e 2004, Citadini lembrou que o clube é responsável por custear as despesas de jogador. Logo, é necessário que o mesmo tenha 100% de seus direitos ligados à equipe do Parque São Jorge.

“É o clube que paga salários, é o clube que paga o médico, que paga tudo. Então, fica esclarecido o seguinte: ou 100% ou procura outro... Porque, senão, nós contratamos, aí nós vamos na Ponte Preta, no Guarani e contratamos. Se for pra dividir com outros... Eu sei que isso que estou falando não é muito popular, porque tem muita gente no clube que fica brava comigo, mas eu falo.

A divisão de direitos é comum não só na base do Corinthians como no profissional. Guilherme Arana, por exemplo, principal candidato do plantel principal a deixar o Timão na próxima janela internacional de transferências, tem apenas 40% ligada à agremiação. O restante pertence a um grupo de empresários, entre eles Fernando Garcia, agente de outros atletas alvinegros.

Veja mais em: Eleições no Corinthians e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes
  • Corinthianos foram presos por horas nas arquibancadas do Maracanã em 2016

    Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians

    ver detalhes
  • Juninho é um dos destaques do Bahia

    Corinthians altera moeda de troca e faz contraproposta por lateral do Bahia

    ver detalhes
  • Gramado da Arena foi retirado e o estádio está sendo montado para o Monster Jam

    Gramado 'irreconhecível' da Arena Corinthians chama atenção em foto que circula nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes