Em festa do hepta, jogadores do Corinthians lamentam veto da diretoria a Pablo: 'Queríamos ele aqui'

9.7 mil visualizações 105 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Pablo não participou da festa do heptacampeonato brasileiro neste domingo

Pablo não participou da festa do heptacampeonato brasileiro neste domingo

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Desde o início da temporada, o técnico Fábio Carille fez questão de ressaltar o clima de união e até mesmo família existente no elenco do Corinthians. Assim sendo, não é de se espantar que os jogadores tenham ficado chateados com a decisão da diretoria de barrar Pablo da festa deste domingo do heptacampeonato brasileiro.

Em entrevistas concedidas ainda no gramado da Arena, em Itaquera, após o empate de 2 a 2 contra o Atlético-MG e a entrega da taça do Brasileirão, o zagueiro Balbuena e o meia Rodriguinho foram sinceros sobre o tema ao serem questionados se ficaram tristes com a ausência de Pablo - o camisa 3 era até a rodada passada titular da equipe.

Balbuena não apenas admitiu a chateação como revelou uma conversa na tentativa de conseguir ao menos a presença de Pablo na cerimônia de entrega das medalhas.

"Logicamente ficamos tristes. Uma situação assim é difícil. É uma situação pessoal dele, não posso interferir. A gente fica triste pelo fato de que a gente queria que ele estivesse, assim como Matheus (Vidotto), Vilson... São jogadores importantes no nosso grupo. A gente queria todo mundo presente. Falamos com eles para eles poderem vir, porque isso é de todos nós, não só jogadores, diretoria, comissão técnica, pessoal da cozinha, Arena, rouparia e nossa torcida", relatou o camisa 4 do Timão, ex-dupla de zaga de Pablo no Corinthians.

Rodriguinho destacou a volatilidade do mercado da bola no futebol e evitou crucificar a diretoria do Corinthians pela atitude. Ainda assim, o meia lamentou a ausência de Pablo.

"Posso falar por mim, porque tivemos pouco tempo para falar sobre isso: poderia acontecer com qualquer um. Eu queria que ele estivesse aqui já que ele foi uma peça muito importante para a gente. Mas são coisas que acontecem no futebol, não podemos tomar partido, é algo que vai além da gente, entre diretoria e jogador. Mas eu particularmente queria que ele estivesse aqui com a gente", comentou.

Pablo, vale lembrar, foi afastado do Corinthians no último sábado após a diretoria alvinegra e o empresário do jogador, Fernando César, fracassarem nas negociações pela permanência do zagueiro no Timão em 2018. O camisa 3, que estava emprestado pelo Bordeaux, deixa o clube pela porta dos fundos após conquistar os títulos do Paulistão e do Brasileirão.

Veja mais em: Pablo, Balbuena, Rodriguinho, Diretoria do Corinthians e Heptacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Treinador português corre risco de demissão no Monaco

    Possível interesse do Corinthians em técnico do Monaco repercute na Europa

    ver detalhes
  • Corinthians Sub-20 decide vaga na semifinal no Parque São Jorge

    Corinthians conhece datas das quartas do Paulista do Sub-20, Sub-17 e Sub-15; veja como ficou

    ver detalhes
  • Casa invadida pelo carro de Ralf amanheceu com pichações nesta terça-feira

    Muro de casa invadida por carro de Ralf, do Corinthians, é pichado

    ver detalhes
  • Cássio comentou sobre as recentes críticas ao técnico Fábio Carille

    'Não vejo ninguém incomodado aqui', diz Cássio sobre declarações de Carille

    ver detalhes
  • Pedrinho quer enfrentar o Goiás pelo Corinthians

    Pedrinho se coloca à disposição para enfrentar o Goiás; Corinthians envia fisioterapeuta

    ver detalhes
  • Cássio até se divertiu ao lembrar do momento ruim em 2016

    Chamado de 'gordo' em 2016, Cássio se coloca como exemplo para companheiros em baixa

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: