Desculpas à Fiel, amigos no Corinthians e gratidão eterna: Ralf fala ao Meu Timão

31 mil visualizações 76 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Ralf concedeu entrevista exclusiva ao Meu Timão

Ralf concedeu entrevista exclusiva ao Meu Timão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Jogador do Corinthians por cinco anos, o volante Ralf eternizou sua passagem no Timão e, por ele, assegurou bicampeonato brasileiro e títulos do Mundial e da Libertadores em 2012. Na tarde desta quarta-feira, em São Paulo, onde passa férias, o defensor concedeu entrevista ao Meu Timão e, relembrando seus tempos alvinegros, aproveitou para pedir desculpas à Fiel por ter deixado o clube sem grandes despedidas.

"Minha saída foi muito rápida, até me desculpo. Já falei que gostaria de ter agradecido, mas aqueles que sabem do meu caráter e da minha humildade sabem que eu agradeci em rede social. Sei que não é a mesma coisa, mas sou grato ao Corinthians por tudo o que fez por mim", desabafou.

Durante a conversa, realizada no jogo beneficente que colocou a equipe do atacante Jô frente à do lateral-esquerdo Fabrício e da banda Turma do Pagode, o ex-camisa 5 fez confissão já esperada. Mesmo com a diferença de dez horas no fuso horário, o atleta, hoje a serviço do Beijing Guoan, da China, afirmou que acompanha as partidas de seu ex-clube.

"Acompanho, tenho os meus amigos Cássio, Walter, Danilo,Fagner, Arana... sempre estamos em comunicação. Com a comissão técnica e departamento médico também. Estou sempre assistindo. É claro que os horários são diferentes, quando aqui é tarde lá é madrugada, mas sempre que posso, assisto".

Questionado acerca do trabalho do técnico Fábio Carille, campeão dos Campeonatos Paulista e Brasileiro em seu primeiro ano exercendo a função, Ralf, indo na contramão da opinião de muitos torcedores e profissionais da área, declarou que não ficou surpreso com o sucesso do comandante, aluno do ex-treinador Tite.

Ralf

Ex-volante do Timão em treinamento no CT Joaquim Grava

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

"Se eu falar que não imaginava, estaria sendo hipócrita, mentindo. Até porque pelo caráter, pelo profissional, eu conheço ele desde a época de Barueri e sei o quanto ele é humilde, batalhador, sempre buscou melhorar. E ele teve uma escola boa que foi a do Tite. Então não me surpreendeu não".

"É manter a base. Esse é o segredo. Claro que saíram muitos jogadores, é difícil remontar. O Carille pode falar melhor que eu, mas é normal essa dificuldade, é normal. Mas contratou bons jogadores, bons profissionais, que fizeram por merecer o título", completou.

Xodó da torcida, o volante, carinhosamente apelidado de Pitbull, deixou claro que ao fim de seu contrato com o time chinês, findado ainda neste mês, pretende solicitar a renovação. Já que, ao menos por enquanto, o ex-corinthiano segue longe do Parque São Jorge, momentos importantes com o manto alvinegro foram recordados.

"Eu creio que todos os títulos foram especiais. Mas acho que a Libertadores, por ter feito um gol no primeiro jogo, por ser campeão invicto, por ser a primeira... Porque pode ganhar dez, mas como a primeira vai ser difícil, é inesquecível. O Brasileiro também. Onde fui capitão e pude levantar a taça".

"Só tenho que agradecer. Pode ter certeza que eu nunca vou me esquecer da torcida, nem do Corinthians, porque tudo o que eu conquistei foi por ele. A comissão, diretoria e torcedores fizeram tudo por mim, onde eu vou sinto o carinho deles e isso é inexplicável. E vou ser grato pelo resto da minha vida", finalizou.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: