Por briga política, promessa do Sub-10 troca Corinthians por rival; caso chega ao Comitê de Ética

5.3 mil visualizações 47 comentários

Por Meu Timão

Jogador vinha em período de transição das quadras para o campo

Jogador vinha em período de transição das quadras para o campo

Reprodução/Instagram

Nos últimos dias, Pedro Padula, uma das principais promessas do Corinthians, deixou o clube para se juntar ao Santos. Não bastasse a perda do garoto de dez anos para o rival, os bastidores do Timão ainda terão de lidar com a polêmica criada pelo ocorrido. Em meio a acusações políticas, o caso foi parar, inclusive, no Comitê de Ética.

A saída do garoto teve influência das constantes batalhas políticas às vésperas das eleições no clube. Membro da chapa de Andrés Sanchez, Nei Nujud, diretor do departamento amador alvinegro, acusa Augusto Melo, vice-presidente de Antonio Roque Citadini, de ter pressionado os pais de Pedro. As informações são do UOL Esporte.

Nujud acredita que os pais da promessa foram assediados por Augusto para apoiar o candidato da oposição. O clima de pressão teria os motivado a aceitar a proposta santista. Diante disso, o diretor levou o caso ao Comitê de Ética.

"A mãe do garoto nos procurou dizendo que levaria o menino para o Santos, então houve o motivo político. Só reproduzi o que a mãe me posicionou e levei ao Comitê de Ética. É a mãe que está falando", disse Nujud ao UOL Esporte.

Leia também:
Balbuena afasta possibilidade de deixar o Corinthians e já pensa em reapresentação
Malcom pode ser vendido ao United por R$ 114 milhões; Corinthians tem o que festejar
Conmebol confirma Corinthians como cabeça de chave da Libertadores-2018

Do outro lado, Augusto Melo acusa Nei Nujud de omissão durante a negociação de Pedro com o Santos. Segundo ele, o diretor não havia procurado os pais do garoto até o momento em que percebeu que o perderia para o rival.

"Quando o Nei me chamou para falar isso, fui conversar com o pai. Eles já tinham assinado com o Santos, porque já tinham o contrato e não o chamavam para conversar no Corinthians. O Nei mandou chamar o pai para conversar, porque ia perder. É um diretor omisso", afirmou.

"Eu tenho uma carta do pai anexada à minha defesa e ele diz que houve nada com meu nome e ele foi usado politicamente. O pai se sentiu traído. Isso é fruto de incompetência. Na base, você precisa cuidar de todos, mas tem que dar um carinho especial para quem se destaca. No Santos, ele tem ajuda de custo, moradia, médico. O Santos deu tudo", completou.

Com a saída do garoto confirmada, o Corinthians perde um de seus destaques nas últimas edições do Campeonato Paulista Sub-8, Sub-9 e Sub-10. Pedro, inclusive, já vinha disputando alguns jogos no futebol de campo com o Sub-11.

Veja mais em: Base do Corinthians, Eleições no Corinthians e Futsal do Corinthians.

Veja Mais:

  • Duilio Monteiro Alves venceu Augusto Melo e Mario Gobbi nas eleições presidencias do Corinthians

    Conheça o histórico e a trajetória de Duilio Monteiro Alves, o novo presidente do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians conquista o bicampeonato da Supercopa de Futsal

    Corinthians repete roteiro da semifinal, supera Pato e é Bicampeão da Supercopa de Futsal

    ver detalhes
  • Duílio é o novo presidente do Corinthians

    Duílio Monteiro Alves vence eleição e é o novo presidente do Corinthians; oito chapas foram eleitas

    ver detalhes
  • Cássio voltou a treinar no CT Joaquim Grava; Corinthians encara Fortaleza na quarta-feira

    Com presenças de Cássio e Ramiro, Corinthians faz segundo treino para enfrentar o Fortaleza

    ver detalhes
  • Mario Gobbi teve o voto de 783 sócios do Corinthians

    Mario Gobbi agradece apoio dos sócios do Corinthians e parabeniza Duilio Monteiro Alves

    ver detalhes
  • As oito chapinhas mais votadas serão parte do Conselho Deliberativo no triênio 2021-2023

    Conselho Deliberativo do Corinthians racha ao meio após eleição; vitalícios serão fiel da balança

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: