Por problemas financeiros, Carille projeta futebol brasileiro cada vez mais distante da Europa

4.1 mil visualizações 65 comentários

Por Meu Timão

Carille não tem boas projeções para o futuro do futebol nacional

Carille não tem boas projeções para o futuro do futebol nacional

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Precisando reforçar seu plantel para 2018, Fábio Carille tem acompanhado de perto a crise financeira do Corinthians. A falta de dinheiro, porém, atinge a maioria dos clubes do país. É justamente isso que, segundo o treinador, vai acabar prejudicando o futebol local nos próximos anos.

"Está abaixo (do futebol europeu) e tem tudo para ficar cada vez mais abaixo. Por quê? Gabriel Jesus não ficou um ano como titular do Palmeiras. O Malcom em 2015 só jogou o segundo semestre aqui no Corinthians. É interessante para o atleta que vai ganhar muito mais, é interessante para o clube vendê-lo e o cara quer ir", analisou em entrevista ao Lance!.

"Acabou a qualidade no futebol brasileiro? Sim, está abaixo, mas nossos jogadores estão todos por aí fazendo frente com os maiores jogadores do mundo", completou.

Leia também:
Ricardo Goulart quer voltar ao Brasil; centroavante 'se encaixa' no Corinthians
Moedas de troca se tornam peça-chave para Corinthians reforçar elenco em 2018
Jô & cia: Corinthians perde três titulares em um mês, não contrata e põe 2018 em xeque

Quanto a saída de jogadores, Carille pode falar melhor do que ninguém pela experiência que vem tendo nessa janela. Desde que garantiu o hepta, o treinador já perdeu Guilherme Arana, para o Sevilla, da Espanha, e está por detalhes de perder Jô para o Nagoya Grampus, do Japão.

"A maior questão é a financeira do país. Além de ser melhor para o atleta, o clube está louco para vender para entrar receita. Hoje só Palmeiras e Flamengo não estão muito preocupados com isso, mas o restante está. Faz parte", disse.

Uma das formas de driblar essa crise é diminuindo os gastos ao máximo. Nesse sentido, o Corinthians tem trabalhado em uma redução salarial de seu elenco e, para Carille, o objetivo vem sendo atingido, visto que o próprio plantel campeão do Brasileirão já recebia bem menos que em anos anteriores.

"Hoje o Corinthians abaixou bem do que foi anos atrás, e perto do que a gente escuta em outros clubes. Abaixou bem em relação a 2011, 2012, 2013... Mas bem mesmo. Foi pela situação financeira, teve vários jogadores vendidos e o dinheiro usado para pagar dívidas. Arrecadou muito, mas ficou uma conta muito alta, teve o estádio e outros fatores", explicou o técnico.

"Mas o que não podemos deixar de acreditar é o trabalho. Muitas vezes um jogador não está bem, o clube vai lá e compra outro. Não espera, já descarta, fica inchando o elenco. Esse ano foi uma prova muito grande para o futebol o que aconteceu aqui no Corinthians", concluiu.

Veja mais em: Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Otero durante treino deste sábado no CT Joaquim Grava

    Corinthians perde uma posição com fim da 23ª rodada, mas mantém distância do Z4; veja tabela

    ver detalhes
  • Elenco treinou na manhã desta segunda-feira

    Corinthians fez último treino antes de embarcar para Fortaleza; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Cássio poderá enfrentar o Fortaleza nesta quarta

    Cássio recebe pena mínima e está liberado para reforçar o Corinthians contra o Fortaleza na quarta

    ver detalhes
  • Timãozinho goleou no encerramento da primeira fase no Paulista Sub-20

    Corinthians encerra primeira fase do Paulista Sub-20 com goleada diante do União Mogi

    ver detalhes
  • Corinthians decide Brasileirão Feminino nesta semana

    Agenda do Corinthians na semana tem duelo fora de casa, final no feminino e mais; veja

    ver detalhes
  • Kalil e Vilson devem deixar o futebol do Corinthians na nova gestão

    Trio deve deixar o comando de futebol do Corinthians na gestão de Duílio Monteiro Alves

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: