Júnior Dutra mira Libertadores e rasga elogios ao Corinthians: 'Disparado, o mais estruturado'

Júnior Dutra mira Libertadores e rasga elogios ao Corinthians: 'Disparado, o mais estruturado'

Por Meu Timão

24 mil visualizações 164 comentários Comunicar erro

Júnior Dutra falou como jogador do Corinthians no CT Joaquim Grava

Júnior Dutra falou como jogador do Corinthians no CT Joaquim Grava

Foto: Divulgação/Corinthians

A quinta-feira do Corinthians foi marcada, além de treinos físicos e com bola, pela apresentação do atacante Júnior Dutra, de 29 anos. Após disputar o último Campeonato Brasileiro pelo Avaí e assinar contrato de duas temporadas com o Timão, o jogador se revelou um grande fã do clube alvinegro em sua primeira entrevista no CT Joaquim Grava.

"É uma alegria muito grande vestir a camisa do Corinthians. Agora estou participando, com o grupo e o Carille e a comissão. Estou muito feliz, o Corinthians é um clube gigantesco, o maior, senti isso em um dia (...) Eu já sabia que era um clube gigantesco, o maior do Brasil, mas a estrutura não conhecia. Eu trabalhei em outros clubes no Brasil e fora, mas o Corinthians é, disparado, o mais estruturado. Com certeza foi uma surpresa muito boa, positiva", descreveu o novo atacante corinthiano.

A exemplo de torcedores, comissão técnica e demais jogadores do elenco alvinegro, Júnior Dutra já se mostrou logo de cara bastante determinado a conquistar o título da competição mais importante da temporada: a Libertadores, cuja participação corinthiana está prevista para começar no fim de fevereiro - confira os jogos e datas da primeira fase.

"Espero chegar na Libertadores, levantar essa taça, no Corinthians a gente busca nada menos do que ganhar todos os campeonatos. Quero entender o que o professor Carille quer o mais rápido possível, me entrosar e iniciar essa campanha com eles", disse.

Antes da competição sul-americana, porém, o Corinthians tem compromissos agendados pela Florida Cup e pelo Campeonato Paulista. Júnior Dutra sabe a importância de agradar Fábio Carille nos primeiros jogos da temporada para, então, conquistar espaço na equipe.

"No futebol, às vezes a gente planeja coisas e não acontece. Eu tenho que pensar em estar cada dia melhor fisicamente, me preparar bem. Não sei a ideia do Carille, se vou entrar na Flórida ou não. Por isso não coloco uma ansiedade grande. Claro que todo mundo quer jogar. Se tiver mais minutos, pretendo agarrar a chance. Mas, como todo mundo, penso em fazer uma boa preparação para aguentar todo o ano", comentou.

Por fim, o atacante falou sobre a enrolada negociação que travou com o Corinthians ao longo do segundo semestre do ano passado, quando ainda era jogador do Avaí. Ele alegou que, antes do fim do Brasileirão, eram intermediários que estavam tocando o negócio com a diretoria alvinegra.

"A negociação aconteceu mais para o final do campeonato, perto de quando assinei. Houve uma intermediação antes, mas quando chegou para a gente já estava para finalizar. Aí vim no clube, conversei com o Alessandro e assinei. Tudo que aconteceu antes foi uma intermediação, que não passou pela minha família", esclareceu.

Veja mais em: Júnior Dutra, Mercado da bola, Elenco do Corinthians e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes