Jô recusou proposta europeia por não ser vantajosa ao Corinthians, diz Roberto de Andrade

Jô recusou proposta europeia por não ser vantajosa ao Corinthians, diz Roberto de Andrade

Por Meu Timão

9.0 mil visualizações 61 comentários Comunicar erro

Roberto de Andrade sentou ao lado de Jô para falar sobre a saída do centroavante

Roberto de Andrade sentou ao lado de Jô para falar sobre a saída do centroavante

Foto: Rodrigo Vessoni /Meu Timão

Há pouco mais de uma semana, quando surgiu a notícia de que Jô estava vendido ao Nagoya Grampus, do Japão, por 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões), alguns torcedores do Corinthians se irritaram com a iminente saída do centroavante e chegaram até a chamá-lo de mercenário. Mal sabiam o que havia acontecido alguns meses antes...

Leia também: Jô fala pela última vez no CT do Corinthians, explica saída e avisa: 'Não é adeus, é um até breve'

Em entrevista coletiva concedida no início de tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, na qual foi oficializada a saída de Jô rumo ao futebol japonês, o presidente Roberto de Andrade revelou uma atitude no mínimo rara para um jogador de futebol: o artilheiro corinthiano de 2017, pensando no melhor para o Timão, teria recusado proposta do futebol europeu na janela de transferências internacionais do meio do ano passado.

"No meio do ano, o Jô recebeu uma oferta para ser transferido para um clube europeu. A condição era melhor e maior... Para o clube não era vantajosa. Para mostrar a pessoa que ele é, o caráter que ele tem, a maioria pensa em si, para ele era hiper vantajoso, melhor do que hoje. Mas hoje as ofertas são boas para os dois lados. Era a junção que ele queria dar ao Corinthians, que acreditou nele", alegou o presidente do Timão.

"Maior contratação a dele no Japão... Eles me disseram que foi a maior de todos os tempos no Japão. Onde ele conseguiu chegar... Só falta o Tite chamar nas próximas convocações... Faço bastante força... Quero ajudá-lo, ele mereceria isso", completou, se referindo a uma possível convocação de Jô para a Copa do Mundo da Rússia.

Passado e futuro

A contratação de Jô, ainda no fim de 2016, rendeu muitos frutos ao Corinthians no ano seguinte. O presidente alvinegro sabe disso e fez questão de agradecê-lo pessoalmente - nas redes sociais, o clube já havia publicado um vídeo acompanhado da hashtag #ObrigadoJô.

"Não foi surpresa o que ele fez em 2017. Respeito, carinho e Deus, agradeceu os dois títulos em 2017. Se tivesse saído no meio do ano, certamente ficaria mais difícil", destacou, se referindo às conquistas do Campeonato Paulista e do Campeonato Brasileiro.

Agora sem o atacante, o Corinthians corre contra o tempo para vasculhar o mercado em busca de um substituto. E Roberto de Andrade foi sincero ao falar sobre o tema:

"O grupo não era do Jô, mas ele é uma pessoa, vai ficar um buraco para a gente repor, acho difícil encontrar um a altura da pessoa do Jô, mas o clube segue, espero que isso volte a acontecer", afirmou.

"Na realidade, sabemos da dificuldade que é achar um substituto. Não enxergamos muito isso no mercado brasileiro, daqueles que estão disponíveis. Não será fácil. Não tem contato nenhum com Vagner Love, empresários, não existe nada em relação a isso", acrescentou, descartando informações sobre um possível retorno de Love ao Timão.

Veja mais em: Roberto de Andrade, e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Lateral chegou à sede da Seleção Brasileira nesta segunda-feira

    Festa, cantoria e helicóptero: as horas que antecederam a apresentação de Fagner à Seleção

    ver detalhes
  • Domínio da Corinthians TV foi registrado por palmeirense

    Torcedor do Palmeiras registra domínio de site ligado ao Corinthians e tenta vender por R$ 98 mil

    ver detalhes
  • Henrique pode ser poupado diante do Internacional no Beira-Rio

    Corinthians define cronograma de retornos e poupados para jogos contra Millonarios e Internacional

    ver detalhes
  • Sub-20 faz clássico contra o São Paulo em final da Copa do Brasil

    Libertadores, Brasileirão e decisão no Sub-20: a agenda do Corinthians na semana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes