Comissão eleitoral do Corinthians define impugnações nesta segunda; reunião final fora do clube

Comissão eleitoral do Corinthians define impugnações nesta segunda; reunião final fora do clube

9.4 mil visualizações 76 comentários Comunicar erro

Parque São Jorge terá eleição no dia 3 de fevereiro

Parque São Jorge terá eleição no dia 3 de fevereiro

Foto: Divulgação

A comissão eleitoral do Corinthians deve anunciar no fim da tarde desta segunda-feira o parecer final de todos os pedidos de impugnação de candidaturas à presidência do clube. Os cinco membros também vão deliberar sobre a legitimidade dos 600 candidatos ao Conselho Deliberativo - foram inscritas 24 chapinhas com 25 membros cada uma.

A última e definitiva reunião da Comissão acontece nesta segunda-feira em um local não divulgado. Sabe-se que o encontro dos cinco responsáveis pelas análises não será no Parque São Jorge. Em tentativas anteriores de encontro na sede do Corinthians, a pressão de conselheiros e sócios em benefício próprio foi considerada exacerbada. A saída, então, foi a de fazer a reunião longe do clube.

Leia também:
Presidente eleito em fevereiro receberá relatório com todos os dados da Arena Corinthians
Polêmicas, acusações, candidatos confiantes... eleição do Corinthians alcança mês derradeiro

Em relação aos candidatos à presidência, um deles está sob análise devido a um possível impedimento por acúmulo de função. Trata-se de Antonio Roque Citadini, que é membro do Tribunal de Contas do Estado e supostamente não poderia concorrer a cargos administrativos no clube. Citadini diz que a candidatura é legítima porque ainda é candidato e não presidente - se eleito, pediria licença ou aposentadoria.

Outro candidatura sob risco é a de Paulo Garcia, que admitiu ter feito pagamentos para regularizar sócios em troca de votos após a atual administração do clube promover uma campanha de anistia com pagamento de apenas 50% da dívida. Andrés Sanchez, candidato da situação, também está sob análise devido a isso - um cheque de R$ 200 mil do empresário Carlos Leite que supostamente seria usado para pagar anuidades atrasadas de sócios está sendo ligado ao ex-presidente por candidatos concorrentes. Ambos garantem que não há qualquer tipo de conflito ético na situação.

Em relação às chapinhas, a análise está sendo feito de forma individual. Os 600 candidatos precisaram enviar certidões para que suas candidaturas ao Conselho Deliberativo pudessem ser legitimadas.

Veja mais em: Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Diego Tardelli está há três temporadas no Shandong Luneng

    Corinthians recebe aceno positivo de 'concorrido' Tardelli por retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians lotou Arena para finalíssima da Copa do Brasil

    Salvo padrão Fifa, Arena Corinthians tem seu maior ganho líquido de renda na final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Cássio falou com o jornalistas na tarde desta sexta-feira no CT do clube

    Cássio critica agente de Pedrinho após postagem: 'As coisas se resolvem aqui, não falando fora'

    ver detalhes
  • Corinthians de Jadson e Henrique flerta com marca do rebaixamento de 2007

    'Pior Corinthians dos últimos cinco anos' já flerta com marca do rebaixamento de 2007

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes