Gerente de futebol do Corinthians justifica contratação de Sheik; Carille ressalta aval

Gerente de futebol do Corinthians justifica contratação de Sheik; Carille ressalta aval

Por Meu Timão

7.6 mil visualizações 46 comentários Comunicar erro

Emerson Sheik se reapresentou no CT Joaquim Grava nesta terça-feira

Emerson Sheik se reapresentou no CT Joaquim Grava nesta terça-feira

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Aos 39 anos de idade, Emerson Sheik retorna ao Corinthians. O atacante ficou dois anos longe do clube, onde foi destaque na conquista da Libertadores de 2012 e se consagrou com a Fiel. Sua volta como reforço para 2018, mesmo com vínculo em curto prazo, levantou uma pulga atrás da orelha entre alguns torcedores. Seria o momento certo? O gerente de futebol do Timão, Alessandro Nunes, justificou a contratação do jogador.

"Queria oficializar a vinda do Sheik, que é um ídolo da torcida que está retornando após alguns anos longe do clube, fico muito feliz, ele tem um histórico aqui, fez gols importantíssimos. Ele vem para um contrato curto, na disputa onde envolve Paulista, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro. Temos expectativa que ele possa nos ajudar não só fora de campo, como dentro de campo. Os trabalhos nos dias vão nos mostrar isso", contou Alessandro.

Livre no mercado desde o fim de 2017, quando foi dispensado pela Ponte Preta, Sheik se representou no CT Joaquim Grava nesta terça-feira. O atacante foi recepcionado por antigos colegas de Timão, entre comissão técnica, jogadores e funcionários. Na sequência, realizou exames médicos para que, então, possa assinar um novo contrato com o clube alvinegro, válido até junho de 2018. A tendência é que o atleta encerre a carreira após o prazo.

Leia também:
Com apenas um reforço, Corinthians relaciona 21 jogadores contra a Ponte Preta
Alessandro abre o jogo sobre Henrique Dourado e busca do Corinthians por camisa 9
Corinthians enfrenta Avaí em partida decisiva pela Copinha

Contratar Sheik neste ano e não em 2017, quando o atacante seguiu para a Ponte Preta após o término do vínculo com o Flamengo, também foi um ponto levado em consideração. Tanto para Alessandro quanto para o técnico Fábio Carille, a explicação se dá em uma palavra: momento.

"O momento foi outro. Antes do início do Brasileiro do ano passado a gente vivia um momento positivo, entendíamos que não era preciso tanto da vinda dele... É questão de momento", confirmou Alessandro.

"Momento, competição, não tinha por que mexer naquele momento. Agora é começo de temporada, estamos muito feliz com a volta dele", concordou Carille na sequência.

Carille recepcionou Sheik em chegada ao CT do Corinthians

Carille recepcionou Sheik em chegada ao CT do Corinthians

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A chegada do atacante, como ressaltado por Alessandro, teve total aval do técnico do Timão. "Queria lembrar a todos que nenhum atleta chega sem um aval técnico decisivo e respeitoso. Nenhum atleta até hoje, em quase dez anos que estou aqui no Corinthians, foi inserido goela abaixo para nenhum treinador. As pessoas que gerenciam são muito profissionais e participam das escolhas desde que exista um 'ok' do treinador. Não estamos trazendo o Sheik pelo que ele fez lá atrás", acrescentou o gerente de futebol.

Leia também:
Carille define Corinthians para estreia no Paulistão; veja escalação
Comentarista revela papo 'confidencial' com Emerson Sheik, que sonhava voltar ao Corinthians
Em enquete expressiva, Fiel se posiciona sobre retorno de Sheik ao Corinthians

Carille e Sheik, inclusive, mantém uma relação de amizade desde a primeira passagem do atacante pelo Corinthians. O então auxiliar-técnico do Timão trabalhou com o jogador em suas duas passagens pelo clube (entre 2011/14 e 2015), e garantiu a segurança em seu "ok" a negociação.

"Estou aqui desde 2009 e sempre participei de todas as contratações, mesmo como auxiliar. Vou explicar bem o que aconteceu. Fui em um jogo em Mangaratiba, lá ele manifestou o desejo de encerrar a carreira no Corinthians, e eu gostei da ideia. Eu precisava ouvir o lado diretivo, fizemos muitas reuniões antes de viajar para a Flórida (nos Estados Unidos) e em todas ele foi pauta. A partir daí, foi o lado diretivo que fez o acerto", afirmou Carille.

"Nunca escondi minha amizade com o Emerson. Sempre falei com ele, com Ralf, Renato Augusto, Romarinho... Ele manifestou a ideia lá, e começamos a discutir isso", completou.

A expectativa para Sheik reestrear pelo Corinthians, porém, ainda é incerta. "Ele vai fazer avaliações para a gente ter ideia. Ele está há um tempo sem jogar, mais de dois meses. Talvez na segunda-feira, após as avaliações, a gente pode ter uma ideia melhor", ponderou Carille, que já tem planos para encaixar o atacante no esquema do Timão.

"É um pouco cedo para falar ainda, vamos ver como o time vai se comportar nos primeiros jogos. Conheço bem o Emerson, vamos ver como ele vai estar. Conforme o adversário posso utilizá-lo aberto, por dentro no 4-2-3-1 mais perto do 9. Sei que ele me dá muitas alternativas", finalizou o treinador.

Além de Sheik, o Corinthians também conta com outros quatro reforços já anunciados: Mateus Vital, Juninho Capixaba, Renê Júnior e Júnior Dutra. O zagueiro Henrique ainda deve ser anunciado nos próximos dias. A expectativa é que o clube ainda contrate um centroavante para substituir Jô, vendido ao Nagoya Grampus, do Japão.

Veja mais em: Emerson Sheik, Alessandro, Fábio Carille, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Nathan fez o gol do Corinthians contra o Palmeiras, pelo Brasileiro Sub-20

    Corinthians enfrenta o Palmeiras pelo Paulista Sub-20 em término de sequência contra o rival

    ver detalhes
  • A Fiel levou bom público à Arena Corinthians neste sábado, contra o Grêmio

    Corinthians anuncia promoção para jogo em dia do aniversário do clube; venda começa segunda-feira

    ver detalhes
  • 'Nem Pedrinho salva...': Timão não foi páreo para o Grêmio na noite deste sábado

    Pobre tecnicamente, Corinthians é derrotado pelo Grêmio no fim do primeiro turno

    ver detalhes
  • Walter 'voa' para afastar perigo de gol do Grêmio; nem arqueiro evitou revés em casa

    Walter evita o pior, e Loss é eleito 'vilão': as avaliações do revés corinthiano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes