Opositores do Corinthians se movimentam para ir à Justiça contra Andrés Sanchez

Opositores do Corinthians se movimentam para ir à Justiça contra Andrés Sanchez

Por Meu Timão

19 mil visualizações 235 comentários Comunicar erro

Andrés Sanchez é candidato da situação no pleito de fevereiro de 2018 no Corinthians

Andrés Sanchez é candidato da situação no pleito de fevereiro de 2018 no Corinthians

Foto: Meu Timão / Larissa Lima

A candidatura de Andrés Sanchez para disputar a presidência do Corinthians no triênio 2018/19/20 está sob risco. Isso porque candidatos da oposição se unem nos bastidores planejando entrar com um processo contra o deputado federal (PT-SP).

Leia também: Internautas 'desbancam' Andrés e favoritam outro candidato à presidência do Corinthians

Segundo reportagem publicada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, Andrés Sanchez está na mira dos adversários justamente por ser parlamentar. Os candidatos de oposição se baseiam no artigo 54 da Constituição Federal.

O texto da carta magna proíbe um deputado federal, após a posse, de "ser proprietário, controlador ou diretor de empresa que goze de favor decorrente de contrato com pessoa jurídica de direito público". E o Corinthians se enquadraria nessa definição.

O clube do Parque São Jorge, afinal de contas, é uma entidade que, somente em 2017, gozou de seis projetos aprovados para captação na Lei de Incentivo ao Esporte (dinheiro público, portanto). O Corinthians ainda faz parte da Arena Fundo de Investimento, que contou com empréstimos públicos e incentivo fiscal.

Em contato com a reportagem, Andrés Sanchez não comentou diretamente sua situação. O candidato da chapa situacionista Renovação & Transparência preferiu aproveitar o espaço para criticar aqueles que se movimentam pelo processo judicial.

"É lamentável que essas pessoas, em vez de buscarem o eleitor para conquistar votos, fiquem procurando a Justiça o tempo inteiro para tirar alguém do pleito. Talvez seja a única maneira de vencerem a eleição. Até pela falta de história que elas têm no clube", afirmou Andrés Sanchez, que já avisou diversas vezes que pedirá licença da Câmara se for eleito mais uma vez presidente do Corinthians.

Em tempo: está marcada para o próximo dia 3 a eleição que define o sucessor de Roberto de Andrade na presidência do Corinthians. Concorrem: Andrés Sanchez, Felipe Ezabella, Antonio Roque Citadini, Romeu Tuma Júnior e Paulo Garcia.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Parque São Jorge, Presidentes e Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Timão levou gol bizarro em Campinas e só empatou com Red Bull

    Defesa bate cabeça, e Corinthians tropeça diante do Red Bull em noite de gols contra

    ver detalhes
  • Renê Júnior (à dir.) fez sua estreia como titular e deixou boa impressão

    'Salva' de tropeço, dupla corinthiana empata na escolha do craque da partida

    ver detalhes
  • Atuação de Romão em derrota para Ponte Preta preocupou comissão técnica

    Após contratar Juninho, Corinthians busca novo lateral-esquerdo no mercado; Carille explica

    ver detalhes
  • Autora da obra, Katia Bagnarelli é viúva do eterno Doutor

    História de Sócrates é celebrada em lançamento de autobiografia nesta segunda-feira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes