Esperando São Paulo no contra-ataque, Carille afasta favoritismo do Corinthians no Majestoso

Esperando São Paulo no contra-ataque, Carille afasta favoritismo do Corinthians no Majestoso

Por Meu Timão

1.8 mil visualizações 29 comentários Comunicar erro

Treinador projeta jogo muito estudado neste sábado

Treinador projeta jogo muito estudado neste sábado

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Líder de seu grupo no Paulistão, o Corinthians recebe, neste sábado, às 17h, o São Paulo. O primeiro clássico da temporada tem cenários um pouco distintos. Enquanto Carille tem tranquilidade, pelos títulos de 2017 e bom início de ano, o time comandado por Dorival Júnior está mais pressionado, com níveis de atuação questionados pela própria torcida. Apesar do cenário, Carille não vê favoritos para o duelo.

"Todo clássico, todo jogo grande, se for Campeonato Brasileiro, jogar contra Grêmio, Cruzeiro, Flamengo, a responsabilidade, mesmo jogando em casa, tem que ser decidida. Muitas vezes a superação acaba sendo decisiva. Temos histórico de equipes piores que ganharam clássico. Minha resposta em todos os clássicos vai ser assim, dividir a responsabilidade em 50% para cada um, sempre", disse, em coletiva concedida após o treino desta sexta-feira.

Leia também:
Carille não descarta time sem centroavante, mas cobra definição rápida por reforço no Corinthians
Corinthians confirma jogo-treino para primeira semana 'livre' de 2018

Ainda sem saber a escalação alvinegra para o Majestoso, Carille já tem em mente o que esperar do rival. Na ideia do comandante, Dorival Júnior deve manter o time mais atrás, buscando contra-ataques. Foi assim que, no ano passado, a maioria das equipes deu trabalho ao Corinthians na reta final do Brasileirão.

"Vai ser um jogo muito estudado. Não concordo quando alguns de vocês falam que o São Paulo não tem uma cara. Fugir de rebaixamento não é fácil num time grande. Eles conseguiram sair até com uma certa folga. O time já tem uma ideia, agora é questão de repetição de trabalho e de jogadores. Espero o São Paulo esperando mais no campo deles, jogando com velocidade pelos lados, jogando no nosso erro", afirmou.

Leia também: Henrique treina com bola pela primeira vez, e Carille já projeta estreia pelo Corinthians

A falta de definição do 11 inicial corinthiano tem como motivo o desgaste físico dos atletas. Diante disso, o treinador foi perguntado se acha prejudicial ter um clássico tão cedo na temporada. Sem lamentar, Carille relembrou o duelo contra o Palmeiras, no ano passado. O jogo é considerado uma espécie de virada na temporada alvinegra, que terminou com dois canecos.

"Eu não me apego muito a isso, a gente tem que enfrentar o que tem de mais forte o quanto antes. Eu lembro que no ano passado o quarto jogo do campeonato foi contra o Palmeiras. Todo ano é assim, terceira ou quarta rodada tem clássico. Temos de estar preparados. O bom é que as duas equipes chegam com o mesmo tempo de preparação, a questão física não prevalece para ninguém. Imagino que vá ser um grande jogo", finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille, Majestoso e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Roger marcou o segundo gol corinthiano no duelo deste domingo

    Corinthians vira nos acréscimos, mas ainda leva gol de empate e tropeça no Vitória

    ver detalhes
  • Corinthians empatou com o Vitória em 2 a 2 nesta rodada

    Concorrentes tropeçam, e Corinthians abre leve distância para Z4; veja classificação

    ver detalhes
  • Ralf foi eleito craque da partida no entendimento dos torcedores do Corinthians

    Veteranos são eleitos 'craques' do Corinthians no Barradão; Avelar beira nota zero

    ver detalhes
  • Jadson foi autor do primeiro gol do Corinthians contra o Vitória, em Salvador

    Jadson reconhece situação desconfortável do Corinthians no Brasileiro e lamenta 'gols dados'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes