Em clima de Super Bowl, Corinthians traça planos para ser expoente do futebol americano no Brasil

Em clima de Super Bowl, Corinthians traça planos para ser expoente do futebol americano no Brasil

5.5 mil visualizações 67 comentários Comunicar erro

Wide receiver corinthiano corre com a bola durante clássico contra Palmeiras Locomotives

Wide receiver corinthiano corre com a bola durante clássico contra Palmeiras Locomotives

Foto: Divulgação

Philadelphia Eagles e New England Patriots se enfrentam neste domingo, às 21h30 (de Brasília), em Minnesota, pelo Super Bowl 52, confronto que decide a temporada de 2017 da NFL. Enquanto duas das maiores franquias do futebol americano disputam o título de campeão, no Brasil, o Corinthians começa a tirar do papel os planos da modalidade da bola oval para 2018.

O Corinthians Steamrollers, como é denominada a equipe de futebol americano do Timão, existe desde 2006 – para saber mais sobre início da parceria, clique aqui. Desde então, o Rolo Compressor cresceu, conquistou títulos e se aproximou de times de elite dos Estados Unidos, como o Arizona Cardinals e o New England Patriots.

Em entrevista ao Meu Timão, o diretor do Steamrollers, Ricardo Trigo, falou sobre o atual cenário do FA no Brasil, elencou as principais dificuldades para a prática do esporte no país e relembrou o trabalho à frente do Corinthians, que cresce a cada temporada.

“O Corinthians Steamrollers é campeão latino-americano, bicampeão brasileiro, tetracampeão paulista, quatro vezes vice paulista, tem as categorias feminina e de base montadas. Recebemos a visita do Arizona Cardinals (em 2013), temos uma camisa no Hall da fama do New England Patriots e quase dois milhões de seguidores nas redes sociais. Resumindo assim nem parece tanta coisa, mas é resultado de um trabalho árduo, 365 dias por ano. Foi um crescimento espetacular”, conta, orgulhoso.

O Super Bowl não movimenta apenas o mercado esportivo norte-americano. Os dias que antecedem a decisão da NFL são aguardados também por quem se empenha pelo crescimento do futebol da bola oval no Brasil. De acordo com Trigo, se trata do período em que os clubes ganham maior exposição na mídia.

“É uma semana diferente, com várias entrevistas e exposição na mídia. Graças às transmissões da ESPN, há doze anos, o futebol americano saiu de zero praticante para quase 50 mil em todo o Brasil”, ressalta o dirigente, que indica os maiores obstáculos enfrentados por aqueles que têm intenção de investir na modalidade. “Ainda há falta de grandes patrocinadores, o que acarreta na falta de pessoas para trabalhar na parte administrativa e na comissão técnica”.

Um dos objetivos esportivos do Steamrollers em 2018 está voltado à São Paulo Football League (SPFL), torneio do qual é o atual vice-campeão. As partidas do Steamrollers em casa devem ser disputadas na Fazendinha, situada dentro do Parque São Jorge, sede social do clube.

Decisão da SPFL-2017 ocorreu no estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP

Decisão da SPFL-2017 ocorreu no estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP

Divulgação

Determinado, o diretor corinthiano já tem em mente quais as pretensões da equipe em longo prazo: “Lotar a Fazendinha, continuar formando seus atletas e ganhar campeonatos”, traça.

Veja outros trechos da entrevista de Trigo ao Meu Timão

Pedido ao marketing
Hoje temos dois milhões de pessoas em nossas redes sociais e temos certeza de que, se o marketing do Corinthians abraçar a modalidade, seremos em breve a maior modalidade esportiva no país, graças aos mais de 30 milhões de loucos corinthianos.

Profissionalizar o futebol americano no Brasil
Vivemos numa fase de pré-profissionalização, onde um pequeno grupo, dos melhores jogadores, consegue viver do futebol americano. O Corinthians Steamrollers formou dois jogadores que atuaram pelo Cruzeiro ano passado e que irão jogar na Turquia em 2018. Mais de 40 jogadores já saíram das categorias de base do Corinthians para as escolas norte-americanas. Apesar dos jogadores ainda não serem profissionais, os eventos e campeonatos estão cada vez maiores e melhores. Acredito que o profissionalismo de fato venha nos próximos 15 anos.

Metas esportivas para 2018
Ser campeão paulista masculino e feminino em 2018. Nas categorias de base, chegar aos playoffs do Campeonato Brasileiro masculino.

Formação de novos atletas
Há cinco anos jogamos 100% com pratas da casa, nosso trabalho de base é desenvolvido no Nacional. Sempre que fazemos seletivas, estamos olhando de um a dois anos à frente.

Nota da redação: a primeira peneira do Steamrollers em 2018 está marcada para este domingo (04), no Nacional Atlético Clube, em São Paulo, a partir das 11h. As inscrições podem ser feitas aqui. Não é necessário ter experiência.

Eleição presidencial
Não me preocupa a saída de Roberto de Andrade. Temos um ótimo relacionamento com o departamento de esportes e já conversamos com todos os candidatos a presidente. Todos são favoráveis e estão dispostos a ajudar a modalidade. Temos amigos em todas as chapas do Conselho Deliberativo que gostam e querem se envolver e ajudar a modalidade do futebol americano no Corinthians. O Corinthians Steamrollers terá mais três anos maravilhosos dentro do clube.

Steamrollers tem como meta ser campeão da SPFL em 2018

Steamrollers tem como meta ser campeão da SPFL em 2018

Divulgação

Veja mais em: Corinthians Steamrollers e Ações de marketing.

Veja Mais:

  • 'Quase herói' contra Cruzeiro, Pedrinho pode ganhar chance como titular diante do Vitória

    Corinthians se reapresenta com reservas e pode ter três mudanças para jogo contra Vitória

    ver detalhes
  • Will Dantas (à dir.) ao lado de Pedrinho, jogador do Corinthians

    Agente volta atrás e nega divergência com Corinthians sobre Pedrinho

    ver detalhes
  • Corinthians terá nove 'finais' no Brasileiro para terminar temporada de forma digna

    Análise: Corinthians demonstra limitações e é vice na Copa do Brasil; equipe liga sinal de alerta

    ver detalhes
  • Corinthians vem de derrota para o Santos no Brasileirão

    Em seu pior turno na história, Corinthians mira nove finais para evitar tragédia no Brasileiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes