Dias após eleição, gestão de Andrés Sanchez deve propor medida por fim das chapinhas

Dias após eleição, gestão de Andrés Sanchez deve propor medida por fim das chapinhas

Por Meu Timão

3.6 mil visualizações 65 comentários Comunicar erro

Presidente alvinegro é contra eleição de chapinhas para compor o Conselho

Presidente alvinegro é contra eleição de chapinhas para compor o Conselho

Meu Timão / Larissa Lima

Uma das novidades da última eleição presidencial no Corinthians, realizada neste sábado, foi a formação do Conselho Deliberativo por meio de chapinhas. A alteração, no entanto, já pode estar com os dias contados. Contra o método, Andrés Sanchez já prepara uma mudança no estatuto alvinegro para acabar com o novo sistema, que tem como justificativa a democratização das gestões.

Alexandre Husni, um dos vice-presidentes de Andrés, é quem deve ficar responsável por apresentar uma proposta diferente da atual nos próximos dias. A intenção é relacionar, proporcionalmente, a escolha dos conselheiros com o número de votos de cada candidato. As informações são do Lance!.

Leia também:
Rival sonda Balbuena para 2019, mas zagueiro nega possibilidade de deixar o Corinthians
Giovanni Augusto acerta transferência para time carioca e é aguardado para exames

O novo formato seria bastante diferente do atual, em que oito chapinhas, de 25 conselheiros cada, são eleitas em votação independente da principal, que elege o cargo máximo do clube. Por conta desse formato, Andrés deve ter um Conselho formado, majoritariamente, pela oposição, visto que apenas duas chapas eleitas o apoiavam abertamente nas eleições. O presidente é abertamente contra o método.

"Se você for presidente, tiver cinco chapas contra você, como você administra o clube? Virou congresso nacional, com 24 partidos. Como faz? Tinha de ser ou proporcional ou individual. Mas a maioria quis assim, eu respeito. Mas para ano que vem vamos tentar mudar o estatuto", afirmou.

Com oposição no Conselho ou não, Andrés já sentiu, logo quando eleito, a pressão dos próximos três anos. Ainda durante sua primeira entrevista, o presidente alvinegro sofreu tentativas de agressão e teve de deixar o Parque São Jorge escondido.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Na segunda partida da temporada, Corinthians de Carille já conheceu o sabor da derrota

    Corinthians marca no início, mas leva virada e sofre primeira derrota no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Gustagol sobe de cabeça contra zaga do Guarani; camisa 19 é ponto alto do Timão

    Gustagol é eleito craque, e trio de defensores decepciona na primeira derrota do Corinthians em 2019

    ver detalhes
  • Argentino Mauro Boselli já treina com bola e pode estrear no fim de semana

    Carille é cauteloso, mas não descarta estreia de Boselli contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Arana voltou a atuar pelo Sevilla, mas segue na mira do Corinthians

    Duílio garante que rumo das negociações não mudam após Arana voltar a atuar pelo Sevilla

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes