Eleição para presidente do Conselho 'trava' montagem da diretoria de Andrés Sanchez; entenda

2.1 mil visualizações 34 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Andrés deve esperar até a eleição do Conselho para definir nomes fortes do Corinthians

Andrés deve esperar até a eleição do Conselho para definir nomes fortes do Corinthians

Meu Timão/Larissa Lima

Em sua primeira semana de mandato, Andrés Sanchez até definiu alguns cargos no Corinthians, mas deve esperar para montar a diretoria por inteiro. Isso porque o clube ainda passa por eleição do presidente do Conselho no próximo dia 27 e quem já fizer parte da direção não poderá votar. Diante do esperado equilíbrio, o mandatário prefere não perder os votos da situação.

Além de impedir que um de seus aliados vote, Andrés abriria vagas para os suplentes, de uma chapa da oposição. É válido destacar que, das oito eleitas, apenas duas chapinhas apoiaram abertamente sua eleição. Ou seja, o risco de escolher sua direção agora é ainda maior. As informações são do UOL Esporte.

Leia também:
Derrota em casa não ameaça ponta do Corinthians; briga pela vice-liderança se acirra
Jadson pede correção de 'bate e volta' do Corinthians e critica falta de concentração
Mesmo com cobrança coletiva após tropeço, Carille afirma que momento ainda permite erros

Sem poder definir seus homens fortes até a eleição do Conselho, Sanchez busca alternativas para facilitar sua governabilidade no clube. Uma delas é uma aproximação com Paulo Garcia, segundo colocado nas eleições. Apesar da amizade, as primeiras tentativas não têm sido de sucesso para o presidente alvinegro. Isso porque o opositor já chegou a entrar na Justiça apontando uma possível fraude nas votações do último dia 3.

Além da ação, Garcia já conseguiu até interferir nas escolhas de Andrés. Apoiado por Emerson Piovezan, ele barrou Marcos Chiarastelli do cargo de superintendente jurídico, definido pelo mandatário. Até aqui, então, Sanchez só conseguiu definir diretores para o setor financeiro (Wesley Mello), de marketing (Luis Paulo Rosenberg) e jurídico (Fábio Trubilhano).

No futebol, Duílio Monteiro foi designado como diretor adjunto, cargo que o ainda o permite votar na eleição do presidente do Conselho. A decisão é considerada por alguns uma manobra de Andrés e pode ser alterada após a votação.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Levantamento de bandeirões no Setor Norte foi um dos motivos da multa pesada por parte da Conmebol

    Corinthians recebe multa pesada da Conmebol por três motivos diferentes; entenda

    ver detalhes
  • Neto comentou sobre faltas de Sornoza, erro de Marllon, fase de Urso e muito mais

    Neto critica Marllon, ironiza Sornoza batedor de falta e cobra até 'pata de Urso' na TV

    ver detalhes
  • Duelos contra o Santos mostram queda da confiança da torcida em Carille

    Linha do tempo: clássicos contra o Santos evidenciam queda do Corinthians de Carille na temporada

    ver detalhes
  • Corinthians vive momento ruim, mas segue com boas chances de ir ao principal torneio do continente

    Mesmo em mau momento, Corinthians segue com boas chances de ir para a Libertadores

    ver detalhes
  • Nem Corinthians nem Cruzeiro no futuro de Manoel

    [Marco Bello] Nem Corinthians nem Cruzeiro no futuro de Manoel

    ver detalhes
  • Carille deve retomar os trabalhos no gramado na quarta-feira

    Carille realiza procedimento no joelho e só deve voltar aos treinos do Corinthians na quarta

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: