Pedrinho confirma problema de saúde, explica dificuldade e dá previsão para retorno ao Corinthians

Pedrinho confirma problema de saúde, explica dificuldade e dá previsão para retorno ao Corinthians

39 mil visualizações 270 comentários Comunicar erro

Pedrinho durante evento da Nike em São Paulo neste sábado

Pedrinho durante evento da Nike em São Paulo neste sábado

Divulgação/Nike/Eduardo Biermann e Schari Kozak

Pedrinho não foi relacionado para os últimos quatro jogos do Corinthians e, dificilmente, será para o duelo com o Red Bull, na noite desta segunda-feira, em Campinas. Em fase final da recuperação de uma anemia, revelada pelo Meu Timão no último dia 15, o jogador ainda precisará de mais alguns treinos para ficar 100%.

Durante um evento da Nike na região da Avenida Paulista, o meia-atacante afirmou que a tendência é que fique à disposição do técnico Fábio Carille contra o Palmeiras, no próximo sábado, na Arena Corinthians.

Em entrevista exclusiva ao Meu Timão, o jovem de 19 anos relatou o momento em que foi informado pela comissão técnica que deveria ficar fora dos relacionados para fazer o tratamento sob os cuidados de médicos, fisiologistas e a nutricionista do clube.

"Sim, realmente (foi um susto). Não esperava, não dá pra saber que poderia parar, eu estava treinando. Mas como eles falaram, eles explicaram que era o melhor para mim, pude entender bem, sei que eles querem o melhor para mim. Acho que é ruim ficar sem jogar, mas estou trabalhando para poder voltar melhor ainda", lembrou.

O jogador, que fez uma operação nas amígdalas no início do segundo turno do Brasileirão do ano passado e não conseguiu ter mais uma sequência de partidas nem mesmo como opção nos segundos tempos dos jogos, agradeceu ao estafe do clube pelos cuidados.

"Primeiramente eles pensam na minha saúde, para poder estar desempenhando o melhor futebol. Graças a Deus eles sempre acompanharam de perto e agora está finalizando esse tratamento, então acho que agora vou poder voltar ainda melhor. Agradecer a todos por todo o carinho e comprometimento comigo", afirmou.

Apesar de toda a estrutura que é colocada à disposição dos atletas no CT Joaquim Grava, Pedrinho sempre teve dificuldade de se alimentar. Desde que subiu para os profissionais, é sempre uma luta na hora de comer verduras, legumes e outros tipos de comida.

O meia-atacante, no entanto, garantiu que está mais fácil ingerir esse tipo de alimento. Pedrinho lembrou que a causa é o fato de morar em São Paulo sem a presença dos pais, que prefeririam permanecer em Alagoas - pai é servidor público num hospital da cidade, com salário de R$ 1,2 mil.

"Era mais difícil eu ganhar peso, hoje eu até estou ganhando melhor (chegou agora aos 64kg). Pelo fato de eu estar morando sozinho, isso dificulta um pouco, quando você está com a família ela faz aquilo de um jeito diferente. Agora estou aprendendo a gostar mais de verduras, essas coisas, tentando comer de pouquinho em pouquinho para evoluir nisso também", finalizou o alagoano.

Veja mais em: Pedrinho.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: veja quem chega e quem sai do clube para 2019

    ver detalhes
  • Sergio Díaz é bem cotado no Corinthians para 2019

    Corinthians confia em boom de Sergio Díaz e já projeta mantê-lo; veja operação financeira

    ver detalhes
  • Corinthians pode perder Romero de graça para o Internacional em 2019

    Ainda sem acordo por renovação no Timão, Romero negocia pré-contrato com o Internacional

    ver detalhes
  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes