Reforços no basquete, alas americanos falam sobre ansiedade por estreia no Corinthians

Reforços no basquete, alas americanos falam sobre ansiedade por estreia no Corinthians

14 mil visualizações 66 comentários Comunicar erro

Os alas Brandon Davis e Reggie Larry acompanharam a vitória do Corinthians sobre o Blumenau

Os alas Brandon Davis e Reggie Larry acompanharam a vitória do Corinthians sobre o Blumenau

Thaina Barros / Meu Timão

As arquibancadas do Ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge, contaram com presenças importantes para o basquete do Corinthians neste sábado. Os alas americanos Reggie Larry e Brandon Davis acompanharam a vitória por 74 a 66 do Timão sobre o Blumenau, pela Liga Ouro. Em entrevista ao Meu Timão, os jogadores comentaram a expectativa para entrar em quadra com a camisa alvinegra e o impacto que sentiram com o apoio da Fiel.

A estreia da dupla dos Estados Unidos pelo Timão está travada por processos burocráticos, que devem ser resolvidos nos próximos dias. "Estou esperando meus documentos ficarem prontos, é chato só ficar assistindo aos jogos. Me disseram que na próxima semana (já posso jogar), então é só os documentos estarem certos que eu estarei pronto para me juntar ao time", explicou Reggie.

Assim como o compatriota, Brandon também não escondeu a ansiedade para entrar em quadra pelo Corinthians. "É a minha primeira vez no Brasil, então estou muito animado para pisar na quadra representando esse time com o meu melhor", disse o ala de 29 anos.

Reggie e Brandon chegam ao Corinthians com uma larga experiência no basquete universitário dos Estados Unidos, além de passagens por competições em países como Argentina, México e Venezuela. Como esperado, a torcida do Parque São Jorge impressionou os estrangeiros, que rasgaram elogios à Fiel.

Leia também:
Corinthians Steamrollers amassa segundo rival seguido e já lidera Paulista de futebol americano
Já classificado aos playoffs, Corinthians/Guarulhos perde na penúltima rodada da Superliga

"Eles são ótimos. Gostei muito, são muitos torcedores. Adorei o apoio, o modo como eles apoiam todo o clube e tudo mais. Me faz querer jogar ainda com mais vontade para esse time e este clube", disse Brandon Davis.

"O apoio é muito grande, e no futebol é maior ainda. Sei que não tivemos o basquete aqui por mais de 20 anos aqui, mas começamos a jogar para fazer ele durar mais tempo. E nós temos muita torcida aqui também, tem muitos torcedores do Corinthians (no ginásio)", completou Reggie.

O ala de 31 anos, inclusive, já foi a um jogo na Arena Corinthians em sua estadia de poucas semanas em São Paulo e afirmou que está conhecendo mais sobre a cidade. "Estou aqui há umas três semanas, estou aprendendo sobre São Paulo. Sei que a cidade é muito grande, e sei que o Corinthians tem uma torcida muito forte. Então, é muito bom estar aqui e jogar em um time como este", contou.

Outro que está interessado pelo país tupiniquim é Brandon Davis, que recebeu conselhos quando avisou que estava indo vestir a camisa do Corinthians. "Alguns amigos me contaram sobre o clube, e o time de futebol. Então, eles começaram a me contar quando disse (que viria para cá). Algo como: 'Ei, é muito importante. Vocês tem que ganhar, ajudar a equipe, e representar o clube da melhor forma'. É lindo, eu amei", garantiu.

O americano, aliás, já pensa em aprender a língua nativa do seu novo país. "Estou tentando aprender mais sobre a cultura (do Brasil) e a falar português. Eu ainda não sei nada, falo espanhol e inglês", completou Brandon, após arranhar um "Vai, Corinthians" que havia acabado de aprender.

Invicto na Liga Ouro, o Corinthians está empatado com o São José na primeira posição da Liga Ouro com oito pontos somados. A equipe encerra a sequência inicial de duelos no Parque São Jorge no próximo dia 13, terça-feira, contra o Londrina. O confronto acontece às 20h (de Brasília), com entrada franca para a Fiel.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes