Santistas se contradizem, mas alertam para risco do Corinthians na contratação de Zeca

Santistas se contradizem, mas alertam para risco do Corinthians na contratação de Zeca

Por Meu Timão

21 mil visualizações 107 comentários Comunicar erro

William Machado é atual gerente de futebol do Santos

William Machado é atual gerente de futebol do Santos

Foto: Divulgação/Santos

A notícia de que o Corinthians encaminhou a contratação do lateral-esquerdo Zeca, ex-Santos, parece não ter sido muito bem digerida no clube da Baixada Santista. Poucos minutos após se tornar público o acerto verbal entre o Timão e o jovem de 23 anos, dirigentes da equipe da Baixada Santista deram declarações contraditórias - e um tanto quanto alarmantes à agremiação do Parque São Jorge.

Inicialmente quem falou do lado santista foi o presidente José Carlos Peres. Em breve conversa com a reportagem do portal GloboEsporte.com, o mandatário do Santos mostrou-se surpreendido com a proximidade do negócio entre Zeca e Corinthians, alegou não ter sido contatado pela diretoria do Timão e adotou tom de ameaça para cima do arquirrival:

"Fiquei sabendo dessa negociação por vocês da imprensa. Não houve nenhum tipo de contato entre os clubes recentemente. Não sabíamos. Não abriremos mão da multa, que é de R$ 50 milhões. Se eles quiserem contratar, que contratem. Terá consequências. A responsabilidade disso é toda do Corinthians", disparou Peres.

Já em entrevista coletiva concedida minutos depois na sede da Federação Paulista de Futebol, após reunião que definiu as datas e os locais dos jogos das quartas de final do Estadual, o ex-zagueiro corinthiano e hoje gerente de futebol do Santos, William Machado, não mostrou-se tão surpreso com o acerto entre Zeca e Corinthians.

"Até onde eu sei, o Andrés teria ligado para o Peres para comunicar que estaria contratando baseado nessa condição jurídica. Vai depende muito do caminhar dessa negociação, dessa decisão. É difícil prever se haverá um estremecimento ou não na relação (entre os clubes)", explicou.

"Eu acho que o Santos está confiando no departamento jurídico. O Corinthians passa a correr um risco. Os tribunais vão decidir. Daqui seis meses, um ano, a gente saberá se foi uma decisão acertada do Corinthians ou não", completou.

Vale destacar aqui que, mais cedo, o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, havia declarado já haver um acordo entre Corinthians, Zeca e o empresário Bruno Paiva para que quantias oriundas de eventuais punições judiciais sejam arcadas pelo staff do jogador.

"Não vejo como falta de ética. Acho que o Corinthians corre um risco de no futuro ter que desembolsar um bom valor pelo atleta", sintetizou William Machado.

Por fim, por meio de uma nota oficial, sem citar nominalmente o Corinthians, o Santos voltou a alertar para eventuais cobranças no futuro: "O Santos FC reconhece o direito do atleta de assinar com qual clube desejar. Reitera aos envolvidos, contudo, porque acredita na Justiça, que conforme esclarecido pelo TST, o mérito da ação ainda será julgado em abril. Assim, diante do resultado, o clube não abrirá mão, em hipóteses alguma e nem parcialmente, do valor que lhe cabe."

Veja mais em: Mercado da bola, Contratações do Corinthians e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Elenco do Corinthians reunido após vitória contra a Chapecoense

    Jogadores postam foto de elenco reunido e ressaltam 'força do grupo' do Corinthians

    ver detalhes
  • Atletas celebram com Jadson golaço do meia em Chapecó

    Jadson brilha, e Clayson volta a decepcionar: as notas da vitória do Corinthians

    ver detalhes
  • Jordan Souza deve ser um dos titulares de Barroca nesta quinta-feira

    Depois de virada incrível, Corinthians volta a encarar Palmeiras no Sub-20

    ver detalhes
  • Cássio não levou gol em nenhum dos jogos das quartas de final da Copa do Brasil

    Cássio sugere Flamengo favorito, mas aponta diferencial do Corinthians para semi da Copa do Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes