Carille exalta 'calma' do Corinthians em vitória na Libertadores, mas pede melhora ofensiva

Carille exalta 'calma' do Corinthians em vitória na Libertadores, mas pede melhora ofensiva

Por Thaina Barros e Rodrigo Vessoni

11 mil visualizações 100 comentários Comunicar erro

Fábio Carille aprovou o primeiro tempo do Corinthians na vitória de 2 a 0 sobre o Deportivo Lara

Fábio Carille aprovou o primeiro tempo do Corinthians na vitória de 2 a 0 sobre o Deportivo Lara

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Na noite desta quarta-feira, o Corinthians conquistou a primeira vitória na Copa Libertadores da América de 2018. O time alvinegro bateu o Deportivo Lara, da Venezuela, por 2 a 0, na Arena em Itaquera. Os gols do duelo, marcados por Emerson Sheik e Pernía (contra), só vieram durante o segundo tempo do duelo. Contudo, o técnico Fábio Carille elogiou o desempenho do Timão na primeira etapa, e indicou que a equipe precisa de melhoras no último passe para a rede.

"Tudo que a gente esperava do jogo aconteceu. Gostei mais do nosso primeiro tempo, apesar dos gols no segundo. Faltou caprichar mais no terço final. Chegamos com triangulações e lances individuais, principalmente com o Clayson, mas não conseguimos terminar bem. Depois do gol, mudou a proposta do adversário, eles tiveram de sair para o jogo. Sabíamos que eles viriam para jogar por uma bola, no contra-ataque. A gente sabia que teria que ter calma, não adiantava acelerar a bola, fizemos o gol no segundo tempo", analisou o treinador.

De fato, o Corithians entrou em campo em Itaquera com o pé no acelerador. Em meio a uma forte chuva, o time da casa manteve a posse de bola durante todo o primeiro tempo e deu trabalho para a marcação do Deportivo Lara. Os erros apareceram nas finalizações, o que só viria a ser resolvido na etapa complementar. O atacante Emerson Sheik, de 39 anos, foi quem assumiu a responsabilidade de balançar a rede para o Timão e marcou o primeiro gol alvinegro do jogo aos 19 minutos. A vitória foi selada momentos mais tardes, após um desvio de Pernía em um chute do meia Rodriguinho.

Leia também:
Titular, Sidcley afasta desconforto por possível contratação de Zeca: 'Disputa saudável'
Zagueiro vai bem, e Sheik é eleito destaque de vitória sobre venezuelanos; reserva decepciona
'Nunca critiquei', recado a narrador e até 'descoberta' de Hawking: atuação de Sheik empolga Fiel

Mantendo a proposta do Deportivo Lara em pauta, Carille analisou as diferenças entre os dois adversários que o Corinthians enfrentou neste início da disputa da Libertadores. Após o empate de 0 a 0 contra o Millionarios, na Colômbia, e o resultado desta quarta contra os venezuelanos, o treinador vê o Timão preparado para enfrentas os demais rivais na competição.

"A questão dos dois jogos eu vi de uma forma diferente. Millonarios teve mais imposição física, força. Já o Deportivo Lara procurou jogar mais no erro, é uma equipe de baixa estatura. O bom é que já enfrentamos duas equipes diferentes, é o que vamos ter na competição, não escolhemos adversários. É importante ter jogadores como Ralf e Sheik. Quando pega o time campeão de 2012, só Ralf e Cássio não tinham jogado Libertadores. A gente vê que precisa. O Estudiantes hoje ganhou com dois gols de um veterano. Esse peso é fundamental. Agora vamos focar na disputa do Campeonato Paulista", garantiu.

O Corinthians lidera o Grupo 7 da Libertadores, com quatro pontos conquistados. O próximo compromisso da equipe pelo torneio será realizado no próximo dia 18 de abril, contra o Independiente, da Argentina, fora de casa. Já pelo Campeonato Paulista, o time alvinegro enfrenta o Bragantino neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Pacaembu. A partida é válida pela ida das quartas de final do Campeonato Paulista.

Questionado sobre a preparação para os desafios e uma possível classificação na próxima fase da Libertadores, Carille foi categórico. "Eu sou muito do dia a dia, jogo a jogo, não tenho porque pensar em Libertadores agora, primeiro temos o mata-mata da Libertadores. São etapas, o bom é que está tendo entendimento entre todos os atletas, com resultados fica mais fácil ajustar como a gente imagina. Classificar é importante, mas antes é preciso jogar bem, ser consistente na parte defensiva e ofensiva", finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Diego Tardelli está há três temporadas no Shandong Luneng

    Corinthians recebe aceno positivo de 'concorrido' Tardelli por retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians lotou Arena para finalíssima da Copa do Brasil

    Salvo padrão Fifa, Arena Corinthians tem seu maior ganho líquido de renda na final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Cássio falou com o jornalistas na tarde desta sexta-feira no CT do clube

    Cássio critica agente de Pedrinho após postagem: 'As coisas se resolvem aqui, não falando fora'

    ver detalhes
  • Corinthians de Jadson e Henrique flerta com marca do rebaixamento de 2007

    'Pior Corinthians dos últimos cinco anos' já flerta com marca do rebaixamento de 2007

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes