Presidente do Santos baixa preço por Zeca, mas afasta chance de acerto com o Corinthians

Presidente do Santos baixa preço por Zeca, mas afasta chance de acerto com o Corinthians

Por Meu Timão

26 mil visualizações 179 comentários Comunicar erro

Zeca entrou na justiça para rescindir contrato com o Santos

Zeca entrou na justiça para rescindir contrato com o Santos

Foto: Divulgação/Santos

Depois de ter tudo praticamente acertado para assinar com Zeca, o Corinthians recuou no negócio e ainda tenta uma solução nos bastidores para contar com o jogador. O entrave tem a ver com um processo jurídico entre o atleta e o Santos, que ameaçou cobrar R$ 50 milhões caso o Timão realmente o contratasse. Esse valor, no entanto, passou por um reajuste por parte do clube santista.

"É um jogador que tem valor, sim, campeão da Olimpíada e lateral que está em falta no mercado. Quem pagar o valor leva. Se for pela multa é 50 milhões de euros (R$ 202 milhões) pelo mercado internacional e 150 milhões de euros (R$ 606 milhões) no mercado nacional. Mas vamos falar do valor que ele vale hoje: 8 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões)", afirmou José Carlos Peres, presidente do Santos, à Radio Bandeirantes nesta quinta-feira.

Leia também:
'Caso Scarpa' e rivalidade com o Santos atrapalham avanço de Corinthians por Zeca
Para advogado, Corinthians seria penalizado ao contratar Zeca

Apesar da queda no valor, o discurso não parece favorável ao Corinthians no momento. Perguntado sobre as negociações, o mandatário da equipe do litoral deixou claro que nunca negociou com ninguém do Timão, afastando a possibilidade.

"No meu entendimento essa possibilidade é zero hoje. O jogador tem uma posição, um processo. Os valores são altos para este país", afirmou, antes de descartar a alternativa de uma troca entre Marquinhos Gabriel e o lateral.

"Essa hipótese nunca aconteceu, apesar de reconhecer o valor do jogador. Nunca esteve em nossos planos. Não existe", completou.

O imbróglio entre Zeca e Santos, vale lembrar, diz respeito ao não pagamento de FGTS pelo clube da Baixada. No momento, o jogador conseguiu habeas corpus para assinar com outra equipe, mas o entrave judicial tem outra audiência marcada para abril e o Corinthians pode ter de acabar arcando com altos valores em caso de derrota por parte do atleta. Para se resguardar, o clube tentou repassar a responsabilidade aos empresários, o que acabou travando a negociação.

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Corinthians vem de derrota para o Santos na última partida disputada pelo Brasileirão

    Corinthians é ultrapassado, vê Z4 embolar e fica a cinco pontos da vice-lanterna; veja classificação

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians terá duas opções para assistir ao jogo contra o Vitória

    Dois canais de TV transmitem jogo entre Corinthians e Vitória neste domingo

    ver detalhes
  • Adriana marcou gol da vitória do Corinthians na primeira final do Brasileirão Feminino

    Corinthians vence final fora de casa e fica a um empate de título inédito do Brasileiro Feminino

    ver detalhes
  • Corinthians realizou treinamento com portões fechados para a imprensa neste sábado

    Escalação segue indefinida, e Corinthians tem 22 relacionados para jogo contra Vitória

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes