Rival nas quartas, Bragantino cedeu 13 jogadores ao Corinthians em onze anos; quatro vingaram

Rival nas quartas, Bragantino cedeu 13 jogadores ao Corinthians em onze anos; quatro vingaram

28 mil visualizações 116 comentários Comunicar erro

Ídolos corintianos e ex-jogadores do Bragantino foram homenageados por Marquinhos Chedid em 2013

Ídolos corintianos e ex-jogadores do Bragantino foram homenageados por Marquinhos Chedid em 2013

Foto: Fábio Moraes/ CA Bragantino

Bragantino e Corinthians se enfrentam neste domingo, às 16h, no Pacaembu, em confronto de ida das quartas de final do Paulistão 2018. Duelo em campo, mas com uma longa parceria dos clubes fora das quatro linhas. Parceria essa que rendeu nada menos do que 13 jogadores para o Timão em pouco mais de uma década.

A reportagem do Meu Timão fez um balanço de todos esses atletas cedidos pela equipe de Bragança Paulista. A maioria, mais precisamente nove deles, não vingou em campo e/ou não deu retorno financeiro. O caso mais emblemático em relação à parte negativa é o zagueiro Kadu, que jogou apenas sete jogos e recebeu salário por cinco anos - veja lista abaixo.

Porém, vale ressaltar que os quatro que vingaram deram retorno importantíssimo dentro e fora de campo: Felipe, goleiro titular por quase quatro anos e três títulos conquistados; Felipe, zagueiro campeão brasileiro e vendido ao Porto (POR) por R$ 24 milhões; Paulinho, volante multicampeão que se tornou a maior transferência da história do clube - € 20 mi (R$ 59 milhões) ao Tottenham (ING), além de Romarinho, carrasco palmeirense, fundamental na conquista da Libertadores e vendido ao El Jaish (CAT), por € 7,5 mi (R$ 22 milhões).

Veja abaixo o histórico da parceria entre Bragantino e Corinthians:

Do Bragantino para o Corinthians com êxito:

Felipe conquistou três títulos em quatro temporadas

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Felipe (G) - Goleiro foi fundamental para que o Corinthians chegasse até a última rodada do Brasileirão-07 com alguma chance de não cair. Permaneceu no clube após a queda e conquistou a Série B (2008), o Paulista (2009) e a Copa do Brasil (2009). Deixou o clube após tentar forçar uma saída para o exterior, irritando o presidente Andrés Sanchez.

Felipe, uma das maiores vendas do Corinthians nos últimos tempos

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Felipe (Z) - Trocou Bragança Paulista pelo Parque São Jorge em janeiro de 2012. Após dois anos complicados, contou com a paciência dos dirigentes e da comissão técnica e deu a volta por cima em 2015, sendo um dos principais jogadores da campanha do hexacampeonato brasileiro. Foi vendido ao Porto (POR) em meados de 2016, por € 6 milhões, cerca de R$ 24 milhões. Timão ainda tem 25% dos seus direitos econômicos.

Paulinho, multicampeão e maior venda da história

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Paulinho (V) - Chegou em abril de 2010 e se tornou um dos jogadores mais importantes da história recente do Corinthians, conquistando nada menos do que quatro títulos (Brasileiro-11, Libertadores-12, Mundial-12 e Paulista-13) e marcando 34 gols mesmo sendo volante de origem. De quebra, o ex-camisa 8 se transformou na maior transferência da história do clube. Em 2013, o Tottenham-ING comprou seus direitos econômicos por € 20 mi (R$ 59 milhões).

Romarinho, carrasco verde e fundamental na Libertadores-12

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Romarinho (A) - Outro que rendeu dinheiro e títulos ao Corinthians. De maneira surpreendente e fulminante, o atacante foi protagonista na decisão da Libertadores diante do Boca Juniors e ainda se tornou uma espécie de carrasco do Palmeiras, com 5 gols em 4 jogos. Em 2013, o El Jaish, do Catar, pagou € 7,5 mi (cerca de R$ 22 milhões) para tirá-lo do Parque São Jorge.

Do Bragantino para o Corinthians sem êxito:

Douglas (G) - Apresentado junto de Alan Mineiro, em janeiro de 2016, não teve chance no gol do Corinthians. Clube preferiu emprestá-lo nos últimos dois anos, até que o vendeu de forma definitiva para o Bahia no início desta temporada.

Diego Macedo, apenas 13 jogos no Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Diego Macedo (LD) - Chegou durante o Brasileiro de 2013 e foi embora já durante o Paulistão 2014, após um desastroso 5 a 1 na Vila Belmiro. Atuou apenas 13 vezes pelo Corinthians. Neste momento, é jogador do Bragantino.

Zelão (Z) - Após fazer parte da campanha que rebaixou o Corinthians em 2007 (35 jogos naquele ano), o defensor foi afastado na chegada de Mano Menezes no inicio de 2008. Posteriormente acabou negociado com o Saturn, da Rússia, por € 2 milhões (cerca de R$ 3,8 milhões à época).

Kadu (Z) - Um dos maiores prejuízos financeiros do Corinthians nos últimos anos. Jogou apenas sete jogos no ano do rebaixamento, mas o clube teve de pagar seu salário até o fim de 2011. O vínculo de cinco anos teve aval de Dualib, Rubens Gomes e Renato Duprat.

Moradei teve três passagens pelo Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Moradei (V) - Teve três passagens pelo Corinthians: 2007, ano do rebaixamento, 2009, sendo utilizado com alguma frequência no título paulista, e em 2011, tendo a chance de entrar no segundo tempo do jogo que confirmou o pentacampeonato brasileiro, contra o Palmeiras, na última rodada.

Alan Mineiro (M) - Meia chegou no início de 2016, mas nunca conseguiu corresponder à expectativa criada após uma boa Série B pela equipe de Bragança Paulista. Chegou a ser utilizado por Tite no jogo de ida contra o Nacional (URU), pelas oitavas da Libertadores.

Everton Santos (A) - Outro que atuou apenas no ano do rebaixamento e não seguiu no clube na temporada seguinte. As inúmeras lesões, aliás, fizeram com que o meia-atacante tivesse atuado apenas 25 jogos pelo Timão. Acabou sendo vendido ao Paris Saint German, da França, por € 2 milhões (cerca de R$ 3,8 milhões à época).

Bill, ao lado de Adriano, no CT do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Bill (A) - Atacante chegou ao Corinthians para a disputa do Brasileirão 2009. O sonho de atuar ao lado de Ronaldo durou pouco. Foram apenas 18 jogos no clube, incluindo três da tentativa de retorno em janeiro de 2012. O experiente centroavante fez apenas dois gols no Timão.

Lincom (A) - Foi contratado em setembro de 2015, como uma das únicas opções de ataque diante da janela de transferências internacionais fechada e da maioria dos jogadores da Série A com limite de seis jogos já estourado. Poucas chances, nenhum gol e dispensado ao término daquela temporada.

Veja mais em: Campeonato Paulista, Mercado da bola e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Jair passa orientação a Thiaguinho, novo segundo volante titular do Timão

    Jair pode repetir Corinthians para duelo com Atlético-PR; veja única dúvida na escalação

    ver detalhes
  • Carlos Augusto, que está na Seleção Brasileira Sub-20, embarca de Goiânia; Vital e os demais viajam para Curitiba saindo de São Paulo

    Com Carlos Augusto, Corinthians relaciona 23 jogadores para enfrentar o Atlético-PR

    ver detalhes
  • Corinthians caiu nas oitavas de final da Sul-Americana 2017, para o Racing (ARG)

    Menos tenso, Corinthians busca a Sul-Americana 2019; seis motivos mostram importância do torneio

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez e Matias Ávila participaram do Papo Reto desta terça-feira

    Déficit do Corinthians sobe para R$ 26 milhões, mas diretoria comemora ao comparar com 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes