Erros em bola parada e destaque a garotos: Carille repercute derrota no Pacaembu

21 mil visualizações 219 comentários

Por Vinícius Souza e Larissa Lima

Carille concedeu entrevista coletiva após revés no Pacaembu

Carille concedeu entrevista coletiva após revés no Pacaembu

Vinícius Souza/Meu Timão

A derrota para o Bragantino por 3 a 2, na tarde deste domingo, no Pacaembu, passa pela fragilidade defensiva apresentada pelo Corinthians nas bolas paradas. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Fábio Carille lamentou os erros do Timão no fundamento e já mirou o duelo de volta, marcado para quinta-feira, na Arena Corinthians.

“Fizemos um jogo abaixo do normal, erramos muitos passes. Tomamos dois gols de bola parada, não é algo tático. Faltou concentração. Apesar de ser um ponto forte do adversário. Então agora temos que ter concentração. O resultado pela diferença de um gol leva a decisão para os pênaltis”, afirmou Carille.

Os gols do Bragantino foram marcados por Matheus Peixoto, Vitinho e Ítalo, dois deles anotados após rebotes cedidos pelo goleiro Cássio. Já o Timão foi às redes com Balbuena, de cabeça, e Pedrinho, que arriscou chute de fora da área e diminuiu o prejuízo corinthiano no Pacaembu.

“Dois gols foram de bola parada, que vamos analisar depois. Nós perdemos, temos que acertar, temos três dias de trabalho para prepara o melhor e conseguir a vitória dentro de casa”, projetou o treinador.

Leia também:
Vitória por dois gols? 1 a 0 classifica? Veja o que o Corinthians precisa para ir à semi do Paulista
Rodriguinho não vê Corinthians 'relaxado' em derrota, mas admite: 'Faltou a chama'

Outro ponto abordado por Carille na conversa com a imprensa diz respeito às atuações não só de Pedrinho como de Mateus Vital, que deixaram o banco de reservas na segunda etapa. Para o comandante alvinegro, ambos já demonstraram capacidade para decidir jogos e têm aproveitado as chances que recebem.

“Os meninos vêm treinando bem, já deixei clara a situação do Pedrinho, o Mateus a gente sabe a qualidade”, pontuou. “São meninos que estão pedindo espaço e cada vez mais vão ter. Para o individual funcionar, o coletivo tem que estar bem também. Tem que isolar esses jogadores para que fique no um contra um. Para que aconteça as jogadas individuais, tem que isolar eles”, explicou.

O Corinthians agora precisará vencer por dois gols de diferença para se classificar às semifinais do Campeonato Paulista. Sobre o embate decisivo, Carille admite que o Bragantino passa a ser o favorito, mas dá o recado: “No mata-mata toda vantagem é importante. Os primeiros minutos do jogo que vão mostrar”, concluiu.

Veja mais em: Fábio Carille, Campeonato Paulista, Pedrinho e Mateus Vital.

Veja Mais:

  • Corinthians levou gol no fim e terá que reverter a desvantagem fora de casa para se classificar

    Corinthians sofre gol no fim, perde para o América e larga atrás nas oitavas da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Cazares foi quem mais agradou a torcida na derrota do Timão em casa

    Cazares 'se salva' em noite de avaliações ruins da Fiel; dois reservas são os piores

    ver detalhes
  • Mancini quer time diferente para virar o jogo em Belo Horizonte

    Mancini admite situação complicada após derrota e cobra mudanças na equipe por virada na volta

    ver detalhes
  • Everaldo foi um dos mais criticados pela torcida

    Fiel critica 'baciada' de jogadores e divide opiniões sobre Mancini após derrota; veja repercussão

    ver detalhes
  • Mateus Vital no jogo contra o América-MG pela Copa do Brasil 2020

    Corinthians perde mais uma na Neo Química Arena e tem pior aproveitamento disparado no estádio

    ver detalhes
  • Corinthians segue em estágio de formação no meio da temporada

    Análise: Corinthians vive dilema de escolher entre criar jogadas de perigo e controlar o jogo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: