Corinthiano Gabriel nega rótulo dado ao Palmeiras: 'Somos atuais campeões paulista e brasileiro'

Corinthiano Gabriel nega rótulo dado ao Palmeiras: 'Somos atuais campeões paulista e brasileiro'

52 mil visualizações 127 comentários Comunicar erro

Corinthiano Gabriel negou que Palmeiras seja o melhor time do Brasil atualmente

Corinthiano Gabriel negou que Palmeiras seja o melhor time do Brasil atualmente

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Sem papas na língua, o volante alvinegro Gabriel não se incomodou nem um pouco em apontar o Corinthians como atual melhor time do futebol brasileiro. E a análise foi feita em resposta a uma pergunta sobre o arquirrival Palmeiras, durante entrevista coletiva concedida no fim da manhã desta terça-feira, no CT Joaquim Grava.

Na rodada de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, disputada no último fim de semana, a equipe alviverde foi a única que venceu entre aquelas tidas como "grandes do estado" - Corinthians e São Paulo perderam para Bragantino e São Caetano, respectivamente; Santos empatou com o Botafogo-SP.

Leia também:
Técnico rival lista supostos pontos fracos do Corinthians e dá palpite para jogo de volta
Corinthians divulga primeira parcial de ingressos vendidos para jogo decisivo na Arena
Última virada do Corinthians em mata-mata foi há quatro anos e contra o Bragantino

Diante desse cenário, Gabriel foi questionado se faz sentido rotular o Palmeiras como melhor time do Brasil. E aí o camisa 5, ex-jogador do arquirrival, não ficou em cima do muro:

"Não concordo, até porque somos os atuais campeões paulista e brasileiro, melhor time do Brasil na minha opinião. (Palmeiras) É uma equipe que vem bem, mas as coisas acontecem dentro de campo, 11 contra 11. Lá que as coisas se resolvem. Independentemente de que time ganhou na última rodada ou não isso não quer dizer nada daqui para frente", disse.

Vale lembrar que, no único embate travado entre os arquirrivais na atual temporada, o Corinthians saiu vitorioso pelo placar de 2 a 0, em Dérbi disputado mês passado na Arena.

Com relação a esse clássico, aliás, Gabriel, repercutiu o julgamento do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo, realizado na noite dessa segunda. Se por um lado Jaílson foi punido com três jogos de suspensão pela entrada em Renê Júnior, os palmeirenses Dudu e Felipe Melo acabaram absolvidos:

"Toda ação tem uma reação. É complicado de falar disso, também não acompanhei os programas esportivos para saber o que vem acontecendo, fiquei sabendo através de você", declarou, antes de falar especificamente sobre os argumentos usados pela defesa de Dudu:

"Assim, é lógico que é uma situação que o cara está de cabeça quente, mas tem de ser julgado por isso. Não só por ser o Dudu, todos. Assim como eu fui julgado. É questão de peso do Corinthians, de outra equipe, temos de ver como são feitas essas punições. São fatores que deixamos para o tribunal. Nós jogadores não temos força para isso, nossa força é jogar futebol", ponderou.

Em tempo: Dudu havia falado que "aqui (em Itaquera) não tem como jogar, na dúvida é Corinthians". Ao ser julgado, alegou ter se referido à pressão do campo corinthiano, e não a um suposto favorecimento da arbitragem ao Timão.

Veja mais em: Gabriel, Dérbi e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes
  • Mais maduro, Pedrinho quer aumentar coleção de títulos pelo Corinthians em 2019

    Questionado sobre Carille, Pedrinho sugere permanência no Corinthians para 2019

    ver detalhes
  • Jorge Henrique foi Campeão da Libertadores e do Mundial na temporada de 2012

    Jorge Henrique analisa comparação de estilo de jogo com Romero e fala em 2019 melhor no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes