Corinthians tem contas bloqueadas por dívida ligada a compra de zagueiro; clube se posiciona

Corinthians tem contas bloqueadas por dívida ligada a compra de zagueiro; clube se posiciona

Por Vinícius Souza e Rodrigo Vessoni

16 mil visualizações 158 comentários Comunicar erro

Del'Amore em ação no CT Joaquim Grava; jogador está cedido ao Londrina

Del'Amore em ação no CT Joaquim Grava; jogador está cedido ao Londrina

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians teve R$ 102 mil bloqueados de suas contas pela Justiça devido a uma dívida com o Monte Azul-SP. O débito está ligado à compra do zagueiro Vinicius Del’Amore, que pertence ao Timão, mas está emprestado ao Londrina atualmente.

Corinthians e Monte Azul fecharam negócio em fevereiro de 2017, logo após o defensor se destacar pela equipe Sub-20 alvinegra na Copa São Paulo de Futebol Júnior – o Timão foi campeão, e Vinicius, como esperado, se valorizou.

Como o Meu Timão adiantou à época, Del’Amore não pertencia ao Corinthians. Para que o atleta não perdesse o período de inscrições da Copinha, Timão e agentes da Thinkball, empresa que representa o zagueiro, optaram por um contrato de empréstimo, que duraria só até dezembro.

Na realidade, os direitos do jogador estavam ligados ao Monte Azul, equipe utilizada pela agência para registro de jogadores. O Corinthians deveria ter quitado R$ 100 mil em cinco parcelas, mas não o fez, levando a empresa a abrir ação na Justiça para receber tal valor. O bloqueio das contas corinthianas foi determinado pela juíza Mariana Dalla Bernardina.

Leia também:
Corinthians acerta empréstimo de Warian para clube da Série B do Brasileiro
Saiba como está a temporada dos jogadores emprestados pelo Corinthians

Del’Amore assinou contrato com o clube do Parque São Jorge por três temporadas, até o fim de 2019. Ele defenderá o Londrina no restante do ano, assim como o meia Rodrigo Figueiredo, também cedido ao time paranaense.

Posicionamento

Em contato com o Meu Timão, o departamento jurídico do Corinthians, agora sob comando do recém-eleito presidente Andrés Sanchez, se pronunciou sobre o caso. O clube explicou que “tem se empenhado em sanar suas dívidas e vem regularizando progressivamente sua situação perante credores. No caso em questão, não houve possibilidade de obter acordo junto ao Atlético Monte Azul, de modo que o valor alegado como devido encontra-se transferido para conta judicial vinculada ao processo”, informou.

Notícia atualizada às 17h06

Veja mais em: Jogadores emprestados e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gustavo Silva foi apresentado oficialmente nesta terça-feira

    Com pedido por mudança de apelido, Corinthians apresenta Gustavo Silva no CT

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez bancou Jair Ventura para a temporada 2019

    Andrés garante Jair Ventura em 2019, mas admite preocupação com situação do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians conquistou o Paulistão-2018 em pleno Allianz Parque

    Corinthians conhece seu grupo no Campeonato Paulista de 2019; mata-mata terá VAR

    ver detalhes
  • Romero tem contrato até metade de 2019 e já discute renovação com o Corinthians

    Sem esquecer Balbuena, Andrés admite conversas em andamento por renovação de Romero

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes